Estado investe R$ 90 milhões em reforço policial no Rio

Cerca de 20 órgãos renovam contrato com o Proeis para vigência este ano
 

O Proeis (Programa Estadual de Integração na Segurança)  já investiu cerca de R$ 90 milhões desde que foi implantado, em 2011. A medida, que possibilita o trabalho policial em dias de folga, mediante gratificação, beneficiou mais de 20 mil profissionais, em 25 convênios com prefeituras e autarquias prestadoras de serviços. Em 2013, cerca de 20 órgãos renovaram o contrato para vigência este ano.

 

Policiais atuam em diferentes funções

 

Segundo a coordenadora do programa, coronel Sayonara do Valle, mais cinco convênios passam por estudos de viabilidade: Correios, Petrobras, TRT, Porto Maravilha e Prefeitura de Bom Jardim, na Região Serrana. Os agentes podem trabalhar até 96 horas por mês. A carga horária pode ser compartilhada com o RAS (Regime Adicional de Serviço).

 

“Os policiais trabalham fardados e equipados e com as garantias do Estado, atuando em diferentes funções, desde apoio à Guarda Municipal às ações de segurança” explicou a coordenadora.

 

Queimados foi beneficiado pelo programa

 

O município de Queimados, na Baixada Fluminense, renovou contrato no valor de cerca de R$ 1,8 milhão para a implantação do projeto, que vai atender a uma população de mais de 160 mil habitantes.

 

“Teremos mais policiais por dia nas ruas, divididos em três turnos, distribuídos por localidades como o Centro e o bairro Valdariosa” disse o secretário de Segurança do município, capitão Elias da Cruz.

 

Os valores pagos aos policiais variam de acordo com o posto ocupado, o turno de trabalho e a demanda de segurança do órgão conveniado.

 

Conforme estabelecido pelo Decreto 43.538, a tabela de valores está entre R$ 112,50 a R$ 375, para turnos de 6, 8 ou 12 horas de trabalho. 

 

Em parceria com a Secretaria de Educação, o programa atende mais de 300 escolas da rede estadual, espalhadas em todo o estado, com efetivo de mais de 1 mil policiais, em turnos de 12 horas diurnos e noturnos, com investimentos de R$ 4,5 milhões por mês.



Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

0 comentários