Hospital da Criança no Rio completa um ano com 4.029 mil cirurgias

Até janeiro, foram realizados mais de 6 mil exames e 9 mil atendimentos ambulatoriais
 

hospital_da_criancaO Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, completou um ano na terça-feira (4/3) com resultados positivos: até janeiro deste ano, foram realizados 4.029 cirurgias, 6.179 exames e 9.146 atendimentos ambulatoriais. A unidade, que tem levado qualidade de vida para seus pacientes, é a primeira do Rio de Janeiro voltada exclusivamente para o atendimento pediátrico referenciado.

“O Hospital da Criança foi criado para ser um exemplo de excelência. Estamos sempre buscando novidades, tecnologias para tornar nosso atendimento ainda mais qualificado. Os resultados de um ano ultrapassaram todas as expectativas, mas estamos trabalhando para fazer muito mais”, explicou a diretora da unidade, Heloísa Aranha.

Um dia após ser inaugurado, o hospital já recebia seu primeiro paciente para transplante de fígado, o pequeno Natan, na época com um ano e dois meses. O pai do menino conta que a vida do filho mudou, para melhor, após a cirurgia.

“Natan é outra criança depois da cirurgia. Agora ele já faz todas as travessuras de uma criança normal. Estamos muito felizes, pois ele está descobrindo um mundo novo. Temos certeza que a dedicação da equipe do hospital foi fundamental para a recuperação do meu filho”, disse o pai do Natan, Ubiratan Tonaso.

A unidade conta com 58 leitos de enfermaria, 16 de UTI neonatal, 10 de UTI pediátrica, 4 salas cirúrgicas, 4 consultórios de ambulatório, 1 consultório odontológico e 1 oficina de próteses e oferece exames de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ecocardiografia e broncoscopia, além de serviços de fisioterapia motora e respiratória, terapia ocupacional e apoio psicológico para pacientes e familiares.

O Hospital da Criança também oferece a ortoplastia, mais conhecida como cirurgia de correção da chamada orelha de abano. As correções de orelha são realizadas para minimizar deformidades, tentar corrigir assimetrias de forma, tamanho e angulação no caso do abano, em orelhas mal formadas de nascença ou que sofreram deformidades após um traumatismo.

Compartilhar conhecimento

Outra novidade da unidade é o Curso de Especialização em Medicina Intensiva Pediátrica. São 60 horas semanais, com duração de dois anos. A Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica foi recentemente reconhecida pela Associação de Medicina Intensiva (AMIB) como centro formador de intensivistas. A qualificação, voltada para médicos pediatras, tem como objetivo o treinamento na área de medicina intensiva pediátrica, capacitando o aluno para atuação médica na especialidade e para a obtenção do título de especialista.

O Hospital da Criança foi viabilizado a partir de um contrato com a Rede D’Or São Luiz, que cedeu o prédio – onde antes funcionava o Hospital Rio de Janeiro – e passa a gerenciar o serviço público através da Organização Social com o Instituto D’Or de Gestão de Saúde Pública, fornecendo todos os recursos humanos e materiais necessários ao adequado funcionamento da unidade, dentro dos parâmetros e diretrizes estabelecidos pela secretaria.

 

Governo do Rio

0 comentários