Justiça decreta prisão de nove suspeitos de ataques a polícia no Alemão

Os homens eram investigados no inquérito que apurava os responsáveis por ataques à Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e também à Delegacia de Polícia do Complexo do Alemão
 

A  Justiça do Rio decretou nesta sexta-feira (28/03) a prisão preventiva de nove suspeitos de atuação no Complexo do Alemão, na Penha, subúrbio da capital fluminense. Os homens eram investigados no inquérito que apurava os responsáveis por ataques à Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e também à Delegacia de Polícia do Complexo do Alemão (45a DP), ocorridos nos dias 28 e 31 de janeiro janeiro último.

 

Os  autores dos ataques foram identificados no inquérito instaurado pelo delegado Felipe Curi, responsável pelas investigações.

 

A decisão do juiz Alberto Salomão Júnior, diz “que os réus em liberdade continuarão a delinquir, pondo em risco a sociedade, que já se encontra saturada pelo elevado índice de criminalidade que assola este Estado”. O magistrado acrecenta ainda que não se pode perder de vista que o crime tratado nos autos, mais precisamente tráfico e associação para o tráfico de drogas, é delito de alta gravidade e reprovabilidade.

 

“A jurisprudência do Supremo Tribunal Federal firmou-se no sentido de que, em casos como tais, a necessidade de interromper ou diminuir a atuação de integrantes de organização criminosa enquadra-se no conceito de garantia da ordem pública, constituindo fundamentação cautelar idônea e suficiente para a prisão preventiva”, destacou o juiz na sua decisão.

 

Agência Brasil

0 comentários