“Nem mesmo todo o oceano” resgata história da ditadura no Galpão Gamboa

Espetáculo interpretado pela Cia OmondÉ fica em cartaz nos dias 29 e 30 de março
 

 

Resgatando os 50 anos da ditadura no Brasil, a peça “Nem mesmo todo o oceano” traz para o Galpão Gamboa a difícil e trágica história de um jovem médico durante um dos períodos mais conturbados de nosso país. Com adaptação e direção de Inez Viana para o livro homônimo de Alcione Araújo, “Nem mesmo todo o oceano” é um thriller contemporâneo dentro de um romance histórico, que combina ficção e fatos reais. O espetáculo, interpretado pela Cia OmondÉ, fica em cartaz nos dias 29 e 30 de março e faz parte da programação do projeto Gamboavista 3.

 

A peça, que estreou em 2013, é antes de tudo, um romance de geração e de ideias. A história apresenta um rapaz pobre, que se sacrificou de todas as maneiras até conseguir se formar em medicina no Rio de Janeiro. Teve memoráveis experiências sexuais, casou-se com a burguesa Elisa e, com enorme apatia política, acabou em um envolvimento fatal com o DOI-CODI e transformou-se em um dos médicos legistas da ditadura.

 

“Enquanto a Comissão da Verdade tenta apurar fatos, até então obscuros dos anos de chumbo, tive a certeza: é chegado o momento de vir à tona essa história que me persegue e me fascina há 13 anos e que, desde o primeiro momento que li, sabia que um dia teria que montá-la”, conta Inez Viana.

 

Durante o espetáculo, perguntas transcendentais se colocam em abundância – sobre o amor, a raiva, a liberdade, a repressão, a riqueza e a pobreza, o bem e o mal em suas manifestações que nos são tão familiares. Até mesmo a teoria comunista versus a realidade capitalista – tão fortemente debatida durante o período – goza de uma presença imponente. No fim, essas teses são inevitavelmente enterradas na unidade familiar disfuncional, devastada pelo abuso e pela traição. 

 

Ficha técnica

Adaptação e direção: Inez Viana
Direção e produção: Claudia Marques
Elenco – Cia OmondÉ – Leonardo Bricio, Iano Salomão, Jefferson Schroeder, Junior Dantas, Luis Antonio Fortes e Zé Wendell
Consultoria Dramaturgica – Pedro Kosovski
Iluminação – Renato Machado
Figurino – Flávio Souza
Concepção Cenográfica – Claudia Marques e Inez Viana
Direção Musical – Marcelo Alonso Neves 
Produção – Fábrica de Eventos 
Um projeto da Cia OmondÉ

 

 

 

Serviço:

Datas: 29 e 30/03
Horário: sábado, às 21h; domingo, às 20h
Local: Galpão Gamboa – Teatro
Capacidade: 80 pessoas
Endereço: Rua da Gamboa, 279 – Centro – RJ
Telefone: (21) 2516-5929
Classificação: 16 anos
Duração: 80 minutos
Gênero: Drama
Ingressos: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia) /R$ 5 (para moradores dos bairros da Zona Portuária, apresentando comprovante de residência)
Vendas de Ingressos:
– Na bilheteria do Galpão: Terça a quinta: das 14h às 19h (nos dias de espetáculo a bilheteria funciona das 14h até a abertura da sala ou até se esgotarem os ingressos)

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: RPM Comunicação

 

RPM Comunicação

0 comentários