Prefeitura realiza cerca de 1,7 mil atendimentos de saúde em cinco dias de desfile na Sapucaí

A Vigilância Sanitária realizou, na segunda de carnaval, último dia de desfiles, 67 visitas sanitárias e inutilizou 90 quilos de alimentos, além de emitir quatro autos de infração. Nos cinco dias, foram realizadas 624 inspeções e inutilizados 156,2 quilos de alimentos
 

espaco_saude_02
Os nove postos de atendimento médico montados pela Prefeitura do Rio no Sambódromo e Terreirão do Samba registraram, na terça-feira de Carnaval (04/03), 85 atendimentos durante o desfile das escolas de samba mirins. Nos cinco dias de desfile na Sapucaí, 1.696 pessoas foram atendidas. Dessas, 40 (cinco no último dia de desfiles) foram encaminhadas para unidades da rede municipal de Saúde. As principais causas de atendimento foram mal estar e dor de cabeça.

 

 

A Vigilância Sanitária realizou, na segunda de carnaval, último dia de desfiles, 67 visitas sanitárias e inutilizou 90 quilos de alimentos, além de emitir quatro autos de infração. Nos cinco dias, foram realizadas 624 inspeções e inutilizados 156,2 quilos de alimentos.

 

 

 

Cerca de 200 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além de apoio administrativo, permaneceram de plantão nos postos. O atendimento de saúde continuará durante a apuração dos desfiles e no próximo sábado, dia 8, quando as escolas campeãs se apresentarão. Na sexta-feira, os postos do Terreirão também vão funcionar.

 

 

 

Em 2013, nos cinco dias de desfile, foram realizados 1.989 atendimentos nos nove postos de saúde da Prefeitura. As principais causas foram pequenos ferimentos, crise hipertensiva (pressão alta), mal estar e dor de cabeça. Desse total, 74 pacientes foram transferidos para hospitais da rede municipal.

 

 

 

 

0 comentários