Rocinha ganha primeira operadora de turismo sustentável

Com o apoio do Governo do Estado, iniciativa vai gerar emprego e renda na comunidade pacificada
 

turismo-rocinhaA Rocinha ganhou uma agência e operadora de turismo receptivo para desenvolver seu potencial turístico e gerar emprego e renda para moradores e empreendedores da comunidade pacificada. Considerada a primeira operadora sustentável, a empresa Rocinha Original Tour, cujo slogan é “conhecer a Rocinha com quem a conhece”, contou com o apoio do Governo do Estado, que em 2011 começou a participar de reuniões com representantes do Fórum de Turismo da comunidade para auxiliá-los na concretização da ideia de desenvolver atrativos na localidade.

 

“A agência é importante para a área de turismo e para seus moradores, porque surgiu por meio de um fórum onde a própria comunidade começou a se organizar e identificar as principais necessidades para atingir o turista. Esta agência e operadora funcionará com o trabalho de pessoas que conhecem a localidade e sabem tudo sobre os seus atrativos. Há demanda para isso. A visitação é muito grande aqui e o turismo é o ramo que cria maior número de empregos em menos tempo. Guias, transportadores, auxiliares, artesãos, hotéis, hostels e restaurantes da área poderão se beneficiar para que a renda fique dentro da comunidade, melhorando a qualidade de vida das pessoas”, explicou o secretário de Turismo, Ronald Ázaro.

 

Entre os roteiros: feijoada na laje e caminhada em parque ecológico

Para atender à grande procura de visitantes brasileiros e estrangeiros, a empresa pretende operar quatro roteiros turísticos, que serão vendidos para outras agências espalhadas pela cidade: Turismo Panorâmico, onde serão percorridos os principais atrativos da favela; Feijoada da Rocinha, circuito gastronômico, com direito a feijoada na laje; Turismo Cultural, com passeios pelo complexo esportivo, Escola de Surf, Casa das Artes, entre outros; e Roteiro Ecológico, com início no ponto mais alto da comunidade, com vista para todas as praias da Zona Sul do Rio, caminhada em trilhas, Parada no Mirante 199 e parque ecológico. A agência da Rocinha também vai trabalhar com roteiros personalizados.

 

 

Segundo o presidente do Fórum de Turismo da Rocinha e idealizador do projeto, Ailton Araújo Ferreira, cerca de 2 mil turistas visitam a comunidade por dia no período de alta temporada. A agência fará parceria com empreendedores da localidade e também pretende qualificar moradores para funções na área.

 

“Queremos aproveitar o potencial que a Rocinha tem na questão do turismo de favela. Vamos fazer parcerias com o comércio local e capacitar moradores para dar oportunidades de trabalho. Por exemplo, um morador que queira estar alugando seu espaço para um evento ou hospedagem poderá trabalhar em parceria conosco”, disse Ailton.

 

Emprego e renda

Nascido e criado na Rocinha, o ex-ambulante Leonardo Leopoldino, de 32 anos, é um dos guias de turismo da nova agência.

 

“Desde 2011 trabalho como guia de turismo. Comecei a estudar inglês em uma organização, criada por estrangeiros, aqui na Rocinha. Esta é a primeira empresa legalizada. Antes as agências que atuavam na Rocinha eram de fora. O dinheiro do turismo precisa girar aqui mesmo na região, fortalecendo a economia local”, afirmou o morador.

 

Dono de um hotel na Rocinha, José Ramos, de 49 anos, está confiante. Ele acredita que a agência ajudará a alavancar o turismo na comunidade, beneficiando os moradores do local.

 

“Decidi abrir o negócio porque o povo precisa conhecer a gente, aqui tem muita coisa boa. Tivemos grande procura no Carnaval e na Jornada Mundial da Juventude (JMJ)”, disse José.

 

Trabalhando há 15 anos como guia independente de turismo, Alberto de Azevedo Beltrão, de 51 anos, participou da cerimônia de lançamento da agência.

“Acredito que a operadora terá um papel importante. Organizar o turismo na Rocinha é fundamental”, afirmou o guia.

 

Governo do Rio

0 comentários