Setor de bebidas e alimentos vai gerar 15 mil vagas até 2016 no Rio de Janeiro

Desde 2010, média anual é de mais de 5 mil novos postos de trabalho por ano
 

Setor-de-AlimentosNos últimos quatro anos (2010 a 2013), segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, o setor de Alimentos e Bebidas vem apresentando crescente geração de empregos no estado. A média anual é de mais de 5 mil novos postos de trabalho neste período.

 

Considerando o período de 2007 a 2009, o total de novos postos de trabalho no setor chega a 31.171. Este crescimento é o somatório de ações estratégicas do governo estadual, através de uma política consistente de incentivos tributários e obras de infraestrutura, motivando grandes empresas a se instalarem no Rio de Janeiro.

 

O setor de bebidas – que engloba água, refrigerantes, sucos, cervejas e afins – está em fase de implantação de grandes fábricas como a da Coca-Cola, em Duque de Caxias, a Ambev, em Barra do Piraí, a Nestlé (água Mineral), em Silva Jardim e a Companhia Fluminense (refrigerantes), em Porto Real. Os investimentos superam os R$ 2 bilhões.

 

O aumento de novos empregos e a qualificação da mão de obra são expressivas para o setor. Caso seja mantida a média anual de 4.453 novos postos entre 2007 a 2013, a previsão é a criação de, pelo menos, mais 15 mil novos empregos entre 2014 e 2016.

 

Governo do Rio

0 comentários