Turismo investe em qualificação para recolocar jovens

Cursos de capacitação resgatam a autoestima de jovens em situação de vulnerabilidade, dão mais oportunidades para quem já atua no setor e permitem o ingresso de novos profissionais
 

Jovens em situação de vulnerabilidade estão recebendo apoio em qualificação profissional por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec Turismo. Eles podem escolher entre 35 cursos, como garçom, barista, auxiliar de cozinha, camareira, entre outros. Entre os beneficiados estão os 2.227 egressos do projeto ViraVida, do Serviço Social da Indústria (SESI), como mostra o vídeo da série Turismo em Cena. Os cursos também são oferecidos aos familiares desses jovens. As pré-matrículas já estão abertas nas cidades-sede da Copa do Mundo e podem ser feitas até o dia 24 de maio.

 

“O nosso objetivo é o de capacitar o trabalhador brasileiro para receber bem o visitante, contribuir para a sua formação e fortalecer a imagem do Brasil como um dos principais destinos turísticos no mundo”, afirmou o ministro Gastão Vieira.

 

O Pronatec Turismo também oferece 54 cursos aos profissionais que atuam no setor turístico, como taxistas, agentes de turismo, policiais civis e militares, guardas municipais e corpo de bombeiros. Outros 21 cursos estão à disposição daqueles que ainda não têm qualificação, mas pretendem entrar no mercado turístico, principalmente com a proximidade dos megaeventos sediados no Brasil.

 

O programa inclui cursos de idiomas, como inglês e espanhol, além da Língua Brasileira de Sinais (Libras), auxiliar administrativo, recepcionista, camareira, organização e recepcionista de eventos. O Pronatec Turismo é uma parceria entre os Ministério do Turismo e da Educação.

 
Série institucional
O Ministério do Turismo produziu uma série de oito curtas sobre as principais ações da pasta. A campanha “Turismo em Cena” destaca os programas de formação e qualificação profissional, investimentos em cidades históricas e turismo de negócios, além de avanços em competitividade, infraestrutura turística e reforço aos parques nacionais.

 

As ações do MTur vão ao encontro das metas previstas no Plano Nacional de Turismo 2013-2016, que prevê o crescimento do turismo interno e a chegada de estrangeiros, além de um acréscimo nos postos de trabalho no setor, impulsionando a competitividade do turismo brasileiro.

 

“Nossas metas são audaciosas, mas com trabalho e esforço conseguiremos cumprir os objetivos, entre eles, o de elevar o Brasil à condição de 3ª economia turística mundial até 2022”, afirma o ministro Gastão Vieira.

 

Ministério do Turismo

 

0 comentários