Novos aterros sanitários atenderão 22 municípios

Pacto pelo saneamento
 

Pelo menos 22 municípios fluminenses e mais de dois milhões de pessoas serão beneficiados com a implantação de cinco aterros sanitários consorciados e sistema de esgotamento sanitário. O governador Sérgio Cabral e a secretária do Ambiente, Marilene Ramos, assinam, nesta terça-feira (28/7), às 10h, no Salão Nobre do Palácio Guanabara, contrato para elaboração de projetos de novos aterros sanitários e sistemas de tratamento de esgoto.

A iniciativa integra o Pacto pelo Saneamento, lançado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Ambiente, ano passado, com o objetivo de ampliar de 25% para 80% a coleta e tratamento de esgoto e erradicar os lixões em todo o estado, no prazo de 10 anos.

Além de todos os prefeitos dos municípios beneficiados, participam da solenidade o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer, entre outras autoridades.

A Secretaria do Ambiente já selecionou, por licitação, as empresas que farão a elaboração dos projetos para construção dos aterros, a serem entregues até o fim do ano. O próximo passo será a licitação para a escolha das empresas que ficarão responsáveis pela construção dos empreendimentos. As obras serão licitadas em conjunto com a Secretaria de Obras, com início previsto para novembro deste ano.

Os aterros serão implantados nas seguintes localidades:

Região do Médio Paraíba – o aterro sanitário, que ficará instalado em Resende, atenderá aos municípios de Itatiaia, Porto Real, Quatis e Visconde de Mauá, totalizando cerca de 171 mil habitantes.

Região dos Lagos – o aterro sanitário será implantado em Saquarema e receberá os resíduos sólidos de Araruama, Silva Jardim, Rio Bonito, Arraial do Cabo e Iguaba Grande e Maricá, totalizando aproximadamente 360 mil tantos habitantes.

Região Norte Fluminense – São Fidélis será a cidade sede do aterro sanitário, que atenderá também aos municípios de Aperibé, Cambuci, Cardoso Moreira, Italva e Itaocara, num total de aproximadamente 109 mil habitantes.

Niterói, São Gonçalo e Itaboraí – o aterro e o esgotamento sanitário beneficiarão pelo menos 1, 5 milhão pessoas.

Vassouras e Maricá – remediação de seus lixões.
 

Fonte: Governo do Estado do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.