“O menino que queria ser bombeiro” no Teatro Fashion Mall, RJ

O espetáculo estimula o autocontrole entre crianças de forma lúdica e divertida
 

 

O MENINO QUE QUERIA SER BOMBEIRO[1]

 

Uma proposta inusitada de lançar um olhar para dentro de si mesmo, tendo a meditação como o canal para esta descoberta, encantando em cheio tanto crianças como adultos. Essa é a tônica do monólogo “O MENINO QUE QUERIA SER BOMBEIRO”, dirigido pelo alemão Ole Erdmann com interpretação e dramaturgia de Rogerio De M. Barros, que estreia em temporada na Sala 1 do Teatro Fashion Mall a partir de 14 de maio, sempre aos sábados e domingos, às 15h.

 

 

 

O espetáculo conta a saga de um menino que, após provocar um incêndio, fica proibido pela sua mãe de se aproximar novamente do fogo. A restrição faz com que ele deseje o poder de controlar o fogo. A fim de compensar o filho, a mãe o permite fazer tudo o que ele quiser. Ele cresce muito agitado, sem limites e sem conseguir ficar parado ou em silêncio. Em sonho, o menino viaja ao Planetamente. Depois de muita aventura precisa decifrar o enigma do herói Super Observador para encontrar o caminho de volta para sua casa. Ao acordar do sonho, o menino tem sua vida transformada.

               

 

 

A montagem é fruto de um livro homônimo que faz parte do Projeto Meditar, capitaneado por Rogerio M. de Barros e responsável por aulas de meditação entre crianças moradoras de comunidades carentes da cidade do Rio de Janeiro no período de 15 meses, todos os dias da semana. O próprio livro foi inspirado na vivência de um dos alunos de Rogerio. Seu principal objetivo, além de muito divertimento, é estimular a imaginação para expandir a consciência das crianças. Durante o espetáculo, a plateia vive junto com o personagem o despertar para o poder da meditação e autoconhecimento através da respiração. “Esse foi o meio que encontrei de promover a meditação no Brasil de forma lúdica e divertida”, conta o ator Rogerio Barros, que assina o texto e interpreta cinco personagens no espetáculo.

 

 

 

Perguntado se “O MENINO QUE QUERIA SER BOMBEIRO” é um espetáculo infantil para adultos, ou um espetáculo adulto para crianças, Rogerio Barros responde: “Os dois públicos se emocionam e se divertem ao mesmo tempo em que percebem o poder da sutil respiração. Outra coisa importante é que o Bombeiro é colocado como um herói, pois controla as chamas do incêndio com coragem e técnica. O espetáculo é uma experiência única para as famílias que buscam pela consciência e paz”, avalia o ator. “Na realidade, a meditação pode ser um lugar perfeito dentro da gente para se encontrar paz enquanto tudo ao redor parece violento e injusto”, diz Rogerio. “O incêndio é uma das piores tragédias da vida, inclusive na mitologia o inferno é representado pelas chamas”, explica o ator. “Hoje em dia, somos rodeados por tantas opçōes e desejos que nem conseguimos realizar a maioria deles. Acabamos ansiosos e frustrados, com a cabeça a mil por hora, um verdadeiro incêndio interno. É preciso controlar todo esse stressmental se quisermos alcançar uma vida de paz interior. Na sociedade, são os bombeiros que vivem arriscando suas próprias vidas todos os dias para livrar outras vidas do perigo. Uma profissão estressante que requer muita coragem e equilíbrio mental. Um herói que precisa controlar as chamas da mente para conseguir combater a fúria do fogo. Ao desenvolver a qualidade da observação a consciência é naturalmente despertada. Com a percepção da sutil respiração, a criança se torna capaz de observar os pensamentos, raiz de toda palavra e ação”, finaliza o autor da peça.

 

 

 

A mensagem principal não fica apenas a cargo do desenrolar da história.  Todo o cenário do espetáculo foi realizado através do aproveitamento dos restos de escolas de samba do carnaval carioca. Uma forma de falar de consciência sendo consciente e responsável pelo meio ambiente.

 

 

  

FICHA TÉCNICA:

Texto – ROGERIO DE M. BARROS

Direção – OLE ERDMANN

Elenco – ROGERIO DE M. BARROS

Direção de Movimento – TONY RODRIGUES

Cenografia – LUIZ CARLOS DOMINONI JR

Figurino – LUIZ CARLOS DOMINONI JR

Voz –  GUSTAVO GASPARANI

Bonecos – DORIS DOLL

Iluminação- DJALMA AMARAL

Trilha Sonora – PHEEL BALLIANA

Programação Visual – PAULO COIMBRA

Fotos – FAUSTO DEMIRA JR

Operador de Som & Luz – DANIEL RODRIGUES

Direção de Produção, MKT Cultural e Administração – TIAGO MORENNO.

 

 

 

SERVIÇO:

O MENINO QUE QUERIA SER BOMBEIRO

Local – TEATRO FASHION MALL – Sala 1

Endereço – Estrada da Gávea, 899 – São Conrado – Shopping Fashion Mall

Telefones – 2422.9800

Temporada – 14 de Maio a 26 de Julho

Horário – 15h

PREÇOS:

Inteira – R$ 60,00

Meia – R$ 30,00

Horário da bilheteria – De terça a domingo das 15 às 20hs

Classificação etária : LIVRE

Duração : 45min.

Gênero : Infantil

Capacidade Sala 1 : 270 lugares

 

 

*Assinantes O GLOBO e Clientes FASHION MALL PRIME GOLD – Tem 50% Desconto para “ATÉ” 2 Ingressos.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.