OI Futuro apresenta exposição livro de sombras

OI Futuro apresenta exposição livro de sombras
 
O Oi Futuro apresenta a exposição Livro de Sombras de 9 de setembro a 17 de outubro no centro cultural em Ipanema. A mostra é composta pelo livro-objeto O Livro de Sombras 2, de Luciano Figueiredo, pelo poema de Antônio Cícero, que é parte do livro, e pelos filmes O filme-livro e O livro-filme, de André Parente e Kátia Maciel, respectivamente.
 
A exposição propõe uma instalação para o livro-objeto de Luciano Figueiredo integrando pintura, cinema e poesia em um mesmo espaço-tempo. Nessa instalação, o movimento de uma obra interfere na outra: a temporalidade da montagem do livro como filme, do filme como livro e da leitura como poesia. 
 
A participação na exposição dos demais artistas – Antonio Cícero, André Parente e Kátia Maciel – ampliam o espaço de exibição para a forma poética e cinematográfica contida no livro. 
 
"Este livro-objeto é baseado em uma pesquisa que comecei a desenvolver a partir de 1975, quando morava em Londres.  Lá realizei uma série de poemas visuais utilizando colagens feitas com recortes de fotografias impressas nos jornais. Nelas eu imprimia manualmente, com letra-sete, palavras, frases e textos, que versavam sobre simbologias e  metáforas poéticas sobre o jornal como uma espécie de espelho diário da realidade do mundo cotidiano", conta Luciano.
 
Com uma tesoura, o artista, recortava compulsivamente qualquer detalhe que lhe parecia rico em sombras, claro-escuros, cinzas, pretos e brancos, que permitiam configurar uma realidade cromática oriunda do produto gráfico. Luciano colecionava e acumulava literalmente pilhas de recortes e fragmentos de imagens que inicialmente constituíam uma espécie de residual e matéria-prima visual para configurar o que passou a chamar de jornais imaginários. 
 
Intencionalmente, não se apropriava do conteúdo utilitário e principal do jornal (a notícia) para que sua experiência permanecesse concentrada no problema visual. Dessa maneira, passou a selecionar por grupos os recortes  que extraia das páginas: por tonalidades mais intensas e menos intensas de cinzas, pretos e claro-escuros definidos graficamente pelo princípio da retícula.
 
Apoiando-se em relações com outras artes, no caso, o cinema e a poesia, o artista cria o Livro de Sombras I (1977) onde constrói uma narrativa visual utilizando sombras, silhuetas, perfis que através de pranchas negras, por vezes perfuradas, as imagens das colagens entrelaçam-se de maneira análoga a certos valores estruturais do cinema: fade in, fade out e montagem. O objeto Livro de Sombras 2, trinta anos depois, representa novas relações entra as artes ao imaginar pinturas que são páginas, que evocam a tela do cinema e a palavra. 
www.oifuturo.org.br
 
 
Serviço:
ARTES VISUAIS
Livro de Sombras (Galeria)
Curadoria: Alberto Saraiva
Oi FUTURO – Ipanema
De 9 de setembro a 17 de outubro
De terça a domingo, das 13h às 21h
Endereço: Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, tel.: (21) 3201- 3010
Entrada franca
Classificação etária: Livre
www.oifuturo.org.br
 

Fonte: Assessoria

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.