Pais de menina morta por fatalidade tem liberdade

A liberdade foi dada pelo Tribunal de Justiça
 

Fátima Rodrigues Edivirges Sena, de 50 anos, e Gilson Rodrigues de Sena, de 51, pais da menina Rita de Cássia Rodrigues de Sena, de 5 anos, que morreu no fim da noite deste domingo ao cair do quinto andar de um prédio em Tomas Coelho – subúrbio do Rio – receberam liberdade provisória do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

O casal tinha sido preso e autuado em flagrante pela polícia por abandono de incapaz, mas o juiz André Nicoletti resolveu conceder o benefício e os advogados do casal aguardam agora que seja expedido o alvará de soltura para que eles sejam liberados.
A menina despencou de uma altura equivalente a 25 metros do apartamento onde morava, na zona norte do Rio, 19 minutos depois de ter sido deixada sozinha pela mãe em casa.
Peritos estiveram no apartamento e encontraram a tela de proteção da janela rasgada. Segundo eles, o buraco já existia, mas pode ter sido aumentado pela própria criança.

 

 

Fonte: Polícia Civil

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.