Parceria com construtoras visa melhorar saneamento

Parceria pioneira
 

O governador Sérgio Cabral assina hoje (29/7), às 9h, uma inédita Parceria Público Privada (PPP) entre a Nova Cedae e as empreiteiras RJZ/Cyrella e Carvalho Hosken, que prevê investimentos da ordem de R$ 7 milhões em saneamento na Barra da Tijuca. O acordo pioneiro antecipará em cinco anos a implantação da captação de esgotos de diversas regiões da Barra da Tijuca, evitando a geração de futuros passivos ambientais. A parceria também promovrá sustentabilidade a diversos empreendimentos da Barra da Tijuca, agregando “valor ambiental” a estas novas construções no bairro.
 
Dentro da Parceria Público Privada, que foi firmada com apoio da Câmara Comunitária da Barra, serão beneficiadas as regiões conhecidas como Península, Gleba F e O2, que terão grande crescimento imobiliário. Além dos condomínios que serão construídos nestas localidades, os empreendimentos comerciais já existentes situados no entorno da Avenida Via Parque, como os Shoppings Via Parque e CasaShopping, as lojas Tok Stok e Leroy Merlin, e um katódromo, entre outros, também serão atendidos. Ao todo, o novo sistema atenderá uma população futura de cerca de 100 mil pessoas.
 
“Com a assinatura do convênio, os novos condomínioS poderão anunciar que tem piscinas, quadras de esportes e áreas de lazer e que, agora, são ambientalmente legais. Afinal, contarão com a implantação do sistema de esgotamento sanitário conectado ao Emissário Sumarino da Barra da Tijuca, beneficiando regiões do entorno da Avenida Via Parque, evitando que esgotos sejam lançados nas lagoas da Barra da Tijuca. Os condomínioS que aderirem à iniciativa receberão um Selo de Habilitação Ambiental. Enfim, agregando qualidade de vida e valor ambiental aos novos empreendimentos numa região que tem um grande crescimento imobiliário”, informou o o presidente Wagner Victer.
 
A entrada em operação do novo sistema, que terá capacidade de coletar 450 litros de esgotos por segundo ao Emissário Submarino, evitará a construção de estações de tratamento em condomínios. O investimento prevê a interligação da futura elevatória Lagoa da Tijuca à Estação de Tratamento da Barra da Tijuca e ao Emissário Submarino. Além disso, serão assentados 3.000 metros de tronco coletor com 900 milímetros de diâmetro, construídas duas elevatórias. Para a realização do novo sistema, a Cedae vai construir um túnel, que passará por baixo da Avenida Ayrton Senna, que permitirá a conexão do novo tronco coletor à Estação da Barra.
 
A execução dessas obras é mais uma realização que vai ao encontro dos compromissos ambientais do país junto ao Comitê Olímpico Internacional para a escolha da cidade do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.
 
Também estarão presentes à cerimônia de assinatura o prefeito Eduardo Paes, o vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer, a secretária do Ambiente, Marilene Ramos, o presidente da construtora Carvalho Hosken, Carlos Carvalho, o vice-presidente da construtora RJZ/Cirella, Rogério Zylberstajn,  e o presidente da Câmara Comunitária da Barra, Delair Dumbrosck.

 

Fonte: Cedae

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.