Pedido de desculpas encerra caso de assédio na Record TV

A emissora soltou uma nota afirmando que a situação não passou de um equívoco e suspendeu o editor envolvido por três dias
 

 

Na semana passada a direção de jornalismo da Record TV recebeu denúncias de uma colaboradora, que afirmou ter recebido por WhatsApp uma foto do genital do editor do “SP Record”, com a frase “E aí, gostou?”. A informação foi divulgada pelo colunista Flávio Ricco. O caso foi levado para o diretor de jornalismo Leandro Cipoloni.
 
 
Crédito:Divulgação
 
 
Ainda de acordo com Ricco, a Record teria tomado providências logo que ficou sabendo da situação. Na semana passada, o caso foi direcionado para o departamento de Recursos Humanos.  
 
 
Na segunda-feira (27), a emissora soltou uma nota afirmando que a situação não passou de um equívoco e que suspendeu o editor envolvido por três dias. Confira a nota divulgada por Flávio Ricco na íntegra:  “Na semana passada, a Record TV recebeu de uma de suas colaboradoras uma denúncia de assédio. O caso foi levado para a direção de jornalismo, que prontamente tomou as primeiras medidas para que a queixa fosse devidamente apurada. 
 
 
 
Após a apuração e em conversa com ambas as partes, ficou esclarecido, de comum acordo, que o caso se tratou de um engano. O funcionário se explicou sobre o ocorrido e pediu desculpas pelo equívoco, que foram aceitas.
 
 
 
Apesar de aceitar como verdadeiras todas as explicações do editor e entender que ele não agiu de forma proposital – mas apenas errou o endereçamento, a direção da Record considerou necessária a suspensão do funcionário das suas funções pelo período de três dias.” 
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.