Pelé visita jovens em escola da capital da Nigéria

Pelé visita jovens em escola da capital da Nigéria
 

O projeto do Rio de Janeiro para receber os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 será apresentado nesta terça-feira, dia 7, na Assembléia Geral dos Comitês Olímpicos da África, em Abuja, na Nigéria. Os principais pontos da candidatura serão defendidos por uma equipe que inclui o ministro do Esporte, Orlando Silva; o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; o secretário geral Rio 2016, Carlos Roberto Osório; Pelé, o maior jogador de futebol de todos os tempos; e o medalhista olímpico Robson Caetano, bronze nos 200m em Seul 88 e no revezamento 4x100m em Atlanta 96.
Antes mesmo da apresentação oficial da candidatura Rio 2016, a presença de Pelé já movimentou a capital da Nigéria. Nesta segunda-feira, o Atleta do Século XX encantou 50 crianças carentes, de 5 a 14 anos, da escola Edu Vision, localizada na periferia de Abuja. Pelé recebeu as crianças na embaixada brasileira, acompanhado do ministro Orlando Silva, de Carlos Arthur Nuzman, de Carlos Roberto Osório, do diretor de Marketing e Comunicação Rio 2016, Leonardo Gryner, e da embaixadora do Brasil em Abuja, Ana Cândida Perez.
Pelé conversou com as crianças sobre a importância da prática de esportes e de valores como o respeito e a amizade. “Estar com estes jovens é um privilégio. Apóio o projeto Rio 2016 porque sei que um evento como os Jogos Olímpicos pode inspirar e mudar a vida de milhares de crianças no Brasil, na América do Sul e em todo o mundo”, disse Pelé, que fez questão de autografar todas as bolas que foram doadas durante o evento, para delírio das crianças.
O menino Leonard Dabot, de 11 anos, emocionou o Rei do Futebol. Segundo os professores, ele passou a semana inteira escrevendo e ensaiando um discurso para Pelé. “Estou muito feliz com essa oportunidade. Agradeço o presente e prometo tomar muito cuidado com essa bola”, disse o jovem nigeriano.
Leonard e sua colega Sekina Abubukar, de dez anos, ganharam uma camisa 10 da seleção brasileira autografada por Pelé. “Quero ser advogada, mas também me aventuro nos esportes. É uma boa combinação”, brincou Sekina, já vestida com o presente do Rei.
Para o ministro do Esporte, a recepção da delegação da candidatura Rio 2016 em Abuja reflete a proximidade entre o Brasil e os países africanos. “Temos uma ligação histórica e cultural muito forte. Na Assembléia dos Comitês Olímpicos da África queremos mostrar que todos os continentes podem e devem receber os Jogos Olímpicos. A candidatura Rio 2016 pode abrir uma porta para países como os do continente africano”, disse Orlando Silva.
Carlos Arthur Nuzman ressaltou a importância do apoio de Pelé e de Robson Caetano. “A felicidade das crianças de Abuja ao receberem a visita do Pelé mostra como o amor pelo esporte ultrapassa todas as fronteiras. Contar com o apoio do Rei do Futebol e de um atleta duas vezes medalhista em Jogos Olímpicos confirma a seriedade do projeto Rio 2016. Estamos confiantes de que faremos uma grande apresentação para os Comitês Olímpicos da África”, disse Nuzman.
 
Fonte: Textual

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.