Pesquisa revela que taxa de desocupação se mantém

pesquisa
 

De acordo com o Observatório de Emprego e Renda, da Secretaria Estadual de Trabalho e Renda, com dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio de 2009, havia um total de 10,2 mil pessoas com dez anos ou mais de idade, das quais 53% eram economicamente ativa. A taxa de desocupação ficou estável, pois os grupamentos de ocupados e desocupados permaneceram sem variação significativa, tanto em relação a abril de 2009 quanto a maio de 2008.
O rendimento médio real habitualmente recebido pelas pessoas ocupadas era de R$ 1.318,20, mas caiu 3,6% no mês e cresceu 2,1% no ano. Em relação a abril último, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro apresentou redução de 4,9% para os empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado e de 2,6% para os militares ou funcionários públicos estatuários.
Os empregados sem carteira assinada e os trabalhadores por conta própria tiveram aumento em seus rendimentos de 2,9% e 2,5%, respectivamente. Na comparação com maio do ano passado, apenas o rendimento dos trabalhadores por conta própria teve redução, de 8,6%. As demais categorias ocupacionais registraram elevação dos rendimentos, com destaque para os militares ou funcionários públicos estatuários (11,3%) e para os empregados sem carteira de trabalho assinada no setor privado (8,8%).

 

Fonte: Secretaria Estadual de Trabalho e Renda

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.