Pilates na terceira idade: exercício fortalece a musculatura

Estudos comprovam que a prática ajuda na prevenção de quedas e no ganho de equilíbrio
 

velho

 

Foi-se o tempo em que restavam aos avós atividades pacatas como tricotar, jogar damas e gamão e afins. Hoje, eles estão cada vez mais ativos, levando vantagem sobre muitos jovens por aí. Não é à toa que a melhor idade venha aderindo em massa ao pilates, programa de condicionamento físico que proporciona múltiplos benefícios. O praticante pode, simultaneamente, trabalhar a flexibilidade, incrementar a consciência corporal e ganhar massa muscular. A atividade é de baixo impacto e personalizada, já que as turmas costumam ter, no máximo, quatro alunos.

 

 

 

A perda de massa óssea e muscular, a fraqueza e as dores no corpo são apenas algumas características do envelhecimento. Em casos de falta de equilíbrio e risco de quedas, a atividade física é de suma importância na prevenção e melhoria da capacidade muscular de quem já ultrapassou os 60 anos.

 

 

 

 

O fisioterapeuta Rafael de Lucena, do Instituto Vital Fit, em Copacabana e Professor de Pilates Certificado pela organização internacional Pilates Method Alliance( PMA),lembra que o método foi criado por Joseph Pilates e chamado inicialmente de contrologia, com o objetivo de desenvolver um corpo uniforme, corrigir posturas inadequadas, restaurar a vitalidade física e revigorar  mente e  espírito. Segundo ele, os princípios básicos seriam a respiração, a concentração, a estabilização, o controle, a precisão e a fluidez.

 

 

 

“Os exercícios de pilates trabalham força, flexibilidade e consciência corporal com movimentos coordenados com a respiração, com o foco na perfeita execução, não na quantidade de repetições” explica Lucena afirmando que ao praticar a atividade, é possível notar o ganho de força, a melhora da flexibilidade e do equilíbrio dinâmico, a diminuição de dores nas costas e a melhora da postura. Ainda, a prática auxilia na manutenção da pressão arterial, colaborando para a calcificação óssea e ajudando no controle do peso.

 

 

 

“Todas as pessoas vão chegar a um determinado momento em que começarão a ter perda de massa muscular. Isso se não for falado,  pode vir a causar instabilidade articular, falta de equilíbrio e fraqueza. Nesse momento, as quedas são sempre um grande risco. Os exercícios de pilates promovem mais força, trabalhando o corpo de forma geral”, explica o Fisioterapeuta.

 

 

 

O método trabalha com a musculatura abdominal profunda chamada Power House, ou centro de força. Ele mexe com músculos como o transverso do abdome (também conhecido como cinturão abdominal), os oblíquos internos, assoalho pélvico e eretores da coluna.

 

 

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.