Plantão Barra – Rio das Pedras se recupera

Comunidade de Jacarepaguá foi uma das mais atingidas do bairro
 

O forte temporal que atingiu o Rio de Janeiro entre os dias 5 e 9 de abril trouxe de volta velhos problemas de saneamento na favela de Rio das Pedras. As regiões de Areal e Areinha ficaram alagadas e cerca de 100 famílias ficaram desabrigadas. Apesar dos estragos, não houve vítima fatal na localidade.

O presidente da Associação dos Moradores e Amigos de Rio das Pedras (AMARP), Jorge Panaro, frisa que 20 toneladas de lama desceram da encosta do Morro do Pinheiro, deixando algumas pedras aparentes. “Fomos bem assistidos pela Defesa Civil, que compareceu ao local, avaliou a situação e orientou seis famílias a abandonarem suas casas, em função dos riscos”, comenta.

De acordo com Panaro, a prefeitura do Rio enviou material de primeiras necessidades, por meio da sua secretaria de Assistência Social, e vai iniciar campanha de vacinação na comunidade. Ele lembra que o evento “Viradão Carioca 2010”, organizado pela Prefeitura com o apoio da Rede Globo, foi transferido para os dias 24 e 25 de abril, e contará com apresentações de Arlindo Cruz, Jorge Benjor, Falamansa, Mart’nália, Molejo e Lulu Santos, entre outros.

A comunidade ainda tem pontos de alagamento, às margens do Canal de Rio das Pedras, um dos locais mais atingidos e onde a água transbordou, causando inundação de mais de dois metros de altura. O canal está sendo dragado pela empresa Odebrecht, contratada pela Rio Águas, de forma a desobstruir a passagem das águas e reduzir a poluição. A associação dos moradores continua recebendo doações. Para colaborar, basta ligar para o telefone 2447-5197, que o material será recolhido nos condomínios. Quem preferir pode entregar diretamente na sede da associação.

Problemas na elevatória de Rio das Pedras causam transtornos aos moradores

Duas bombas usadas para retirar o esgoto da comunidade, na Elevatória de Rio das Pedras, estão fora de operação os incidentes com o temporal que atingiu o município, no começo de abril. Fernando Rodrigues, antigo morador do local, relata que a Cedae já foi avisada do problema há dias. “Já ligamos duas vezes para avisar à companhia que elas queimaram e até agora eles não vieram trocar essas bombas. Por causa disso, tem morador que está com esgoto dentro de casa. Nasci e me criei aqui, e nunca vi nada disso acontecer antes”, reclama.

 

Fonte: Margareth Santos – AIB

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.