PM conta com tecnologia para fazer registros por smartphone durante o carnaval no RJ

Operação Carnaval começou nesta quinta e conta com Guarda Municipal, PM, bombeiros e transportes. Guarda Municipal terá mais de 5 mil agentes em blocos do Rio
 

Um dia depois dos homens da força nacional deixarem a cidade, o Rio começou uma operação de segurança para receber os foliões. A operação de segurança do carnaval já começou e vai até o dia 1º de março. A secretaria de segurança disse que o trabalho está sendo feito em conjunto com a polícia, os bombeiros, a Guarda Municipal, a secretaria municipal de Ordem Pública e Assistência Social e Saúde, além da parceria com metro, barcas, trem e BRT.

 

A Polícia Militar contará com um reforço durante o policiamento neste carnaval. Durante a folia, 70 policiais usarão agora um aparelho que permitirá fazer um boletim de ocorrência com um smartphone e uma pequena impressora, que imprime o registro na hora para a vítima.

 

“Ele agiliza o preenchimento do que antigamente era feito no papel, à caneta, permitindo que ele ganhe tempo na ocorrência com a pessoa lesada”, conta o Major Eliézer, que adianta que os PMs treinados estão em locais estratégicos, com alta concentração de turistas, como o Pão de açúcar e Boulevard Olímpico.

 

Toda a logística dessa coordenação acontecerá no Centro Integrado de Comando e Controle, onde uma sala foi montada especialmente para fazer o monitoramento durante o período do carnaval. Um estrangeiro, por exemplo, poderá ligar para o número de segurança de seu país, como é o caso do 911 nos EUA, e ser atendido pela polícia no 190 e o atendimento poderá ser feito em inglês ou espanhol.

 

Áreas como o entorno do sambódromo e os blocos terão reforço especial. A Guarda Municipal disponibilizou um efetivo de 5493 para atuação nos blocos da cidade.

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.