Prefeitura dá início a Macrodrenagem de Jpa

Rio-Águas vai investir R$340 milhões nas obras
 
Rio-Águas vai investir R$340 milhões nas obras
Na manhã desta quarta-feira, 16, o prefeito Eduardo Paes deu início às obras do Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O projeto irá beneficiar cerca de 350 mil moradores e vai contar com recursos do Governo Federal e do município. A intervenção tem como objetivo o controle de enchentes urbanas na localidade e a melhoria das condições ambientais da região.
Estavam presentes no encontro, além do prefeito Eduardo Paes, o secretário chefe da casa civil municipal, Luiz Antônio Guaraná, o secretário municipal de obras, Alexandre Pinto, Secretário Municipal de Esportes do Rio de Janeiro, Romário Galvão Maia, o subsecretário da Rio- Águas, Mauro Duarte, o subprefeito da Barra, Tiago Mohamed, o administrador regional da Barra, Leandro Marques, o administrador regional de Jacarepaguá, João Carlos “Dom”, os vereadores do município do Rio, Chiquinho Brazão, Luiz André “Deco” e Tio Carlos, o administrador da Vila Olímpica do Mato Alto, professor Renato Oazen, o presidente da ONG Lagoa Viva, Donato Velloso, além de representantes de associações civis e comunitárias da região da Barra e de Jacarepaguá.
O prefeito Eduardo Paes em seu discurso falou da luta dos moradores para que esta obra fosse realizada, desde que ele era subprefeito da Barra e de Jacarepaguá. “Esta obra vai mudar o padrão e a qualidade de vida da região. Eu estava aqui em 1996 e enfrentei junto com os moradores, os problemas ocasionados pela enchente que devastou parte da região. Esta é apenas uma parcela de um conjunto de obras que vai aos poucos mudando a cara da nossa cidade. Viva o Rio de Janeiro!”, enfatizou Paes.
Para o secretário da casa civil municipal, Luiz Antônio Guaraná esta é uma grande conquista. “É através das somas e dos esforços que se consegue uma vitória desse porte”, declarou Guaraná, que também agradeceu à união dos parlamentares em prol dos benefícios da região, independente de seus partidos políticos.
O subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed também falou da luta dos moradores da região e do grande legado que os Jogos Olímpicos Rio-2016, já estão proporcionando a cidade. "Esta obra cumpre algumas etapas previstas no caderno de encargos das Olimpíadas e também vão ajudar a combater as enchentes na região, beneficiando cerca de 350 mil habitantes. É um grande legado para a região da Barra e de Jacarepaguá", informou Mohamed.
O presidente da ONG, Lagoa Viva, aproveitou a ocasião para informar que a Organização, como membro do comitê da baía de Guanabara, está se habilitando à abrigar projetos relacionados com a população ribeirinha da sub-bacia hidrográfica de Jacarepaguá. Para fazer contato com a ONG, basta enviar um e-mail para: lagoaviva@ig.com.br.
Bacia de Jacarepaguá
Cercada pelos maciços da Tijuca e da Pedra Branca, a região da Bacia de Jacarepaguá corresponde a 25% da área total do município do Rio de Janeiro. De acordo com a prefeitura do Rio, o local sofreu um processo acelerado de ocupação, alcançando média anual de crescimento de 2,9%, quatro vezes a média do município de 0,79%. Sendo o principal vetor de crescimento da cidade, Jacarepaguá precisa de planejamento para dar qualidade de vida e segurança aos moradores. A região foi a mais atingida na enchente de 1996.
Fotos do evento (Graça Paes/ AIB):

Fonte: AIB – Plantão Barra – Graça Paes

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.