Prefeitura inicia projeto de revitalização em pontos estratégicos de bairros turísticos do Rio

O ponto de partida será a Rua Siqueira Campos, em Copacabana, com serviços básicos como a recuperação de calçadas, melhoria na iluminação, poda de árvores, padronização de canteiros, reforço na fiscalização do comércio ambulante e atuação junto à população em situação de rua
 
Cristo_Redentor (2)

 

A Prefeitura do Rio iniciou na sexta-feira (27/10) um projeto-piloto de intervenções urbanísticas, paisagísticas e de controle urbano em áreas estratégicas de bairros turísticos da cidade. O ponto de partida será a Rua Siqueira Campos, em Copacabana, com serviços básicos como a recuperação de calçadas, melhoria na iluminação, poda de árvores, padronização de canteiros, reforço na fiscalização do comércio ambulante e atuação junto à população em situação de rua.
 
 
 
O mutirão foi definido em reuniões com entidades comerciais e de moradores da região, tendo à frente a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e o SindHotéis-RJ, e intermediadas pela primeira-dama Sylvia Jane Crivella, idealizadora e coordenadora do “Transformando meu quadrado”, projeto voltado para trabalhos sociais com crianças, jovens e mulheres em situação de vulnerabilidade social. “Além do poder público, precisamos incentivar a participação de síndicos, moradores e da iniciativa privada, pois só juntos faremos a diferença para termos uma cidade mais limpa, mais organizada e mais agradável para morar e visitar”, diz a primeira-dama.
 
 
 
O projeto-piloto foi elaborado pelas secretarias municipais de Ordem Pública (Seop), Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), Urbanismo, Infraestrutura e Habitação (SMUIH) e Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), a partir das reuniões que contaram ainda com a Associação de Moradores de Copacabana e a Associação Comercial de Copacabana. O mutirão será desenvolvido por equipes da Guarda Municipal, Coordenadoria de Gestão dos Espaços Urbanos (Cgeu), Fundação Parques e Jardins, CET-Rio, Rioluz, Comlurb e Superintendência da Zona Sul, que interagiu com síndicos, porteiros e representantes de outros segmentos comunicando a ação. 
 
 
 
O secretário municipal de Ordem Pública, coronel Paulo Amendola, afirma que a recuperação dos espaços públicos está entre os projetos que contribuem para a elevação dos níveis de segurança. “Ambientes mal conservados, desorganizados, com vendedores ambulantes não autorizados, lixo nas ruas e outras violações são propícios a pequenos delitos. A Prefeitura está dando um exemplo de esforço, e é importante que todos se sintam motivados e envolvidos”, destaca Amendola.
 
 
 
Representando a iniciativa privada, o empresário e vice-presidente da ABIH-RJ, José Domingo Bouzon, ressalta que hotéis e condomínios estão inseridos no conjunto do bairro e não podem agir individualmente, sem considerar o entorno. “Quando cada um faz a sua parte, com o poder público e a iniciativa privada juntos, forma-se uma corrente de melhorias que trarão conquistas mais rápidas, certamente impactando na qualidade de vida de moradores e na satisfação dos visitantes. Além disso, colocamos em pauta as coisas boas, as mudanças positivas. Esse é o pensamento que norteia toda essa nossa mobilização”, explica. 

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.