Programa de salas de estabilização para pacientes

Governador participou da cerimônia em que foram entregues 56 salas a 55 municípios
 
O governador Sérgio Cabral, o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Côrtes, realizaram, na sexta-feira (9/9), a entrega simbólica de 56 salas de estabilização para pacientes com complicações clínicas graves. Cinquenta e cinco municípios fluminenses com até 50 mil habitantes receberão o serviço, que oferece leito completo. Foram investidos R$ 6, 2 milhões no programa da Secretaria de Saúde.
 
No evento, realizado no Palácio Guanabara com a participação de prefeitos do interior fluminense, o governador falou sobre a política de Saúde no Rio e anunciou ações como o mamógrafo itinerante, o programa de modernização de UTIs, a inauguração de um Centro de Imagem, entre outras medidas.
 
– Estamos lançando hoje um programa que faz parte do conceito + Saúde, que engloba o Programa de Apoio aos Hospitais do Interior, o Rio Imagem, que inclui os serviços de tomógrafo e ressonância magnética móveis, e que futuramente incluirá outro programa extraordinário para a mulher que será o mamógrafo móvel. Para os municípios com mais de 50 mil habitantes, vamos ter ainda a modernização das UTIs com mais 100 leitos. Também vamos inaugurar, em outubro, um centro de imagem que será referência, localizado na Avenida Presidente Vargas, e vamos lançar o programa Clínica da Saúde. Teremos ainda programas novos de medicamentos gratuitos. Acho que tudo isso vai permitir cada vez mais uma saúde de qualidade – destacou Cabral.
 
Política consistente de urgência e emergência
 
As 56 salas de estabilização entregues nesta sexta-feira serão montadas em hospitais ou unidades de saúde 24 horas e contarão com leito completo que inclui: maca, cama elétrica, cardioscópio, respirador, monitor multiparâmetro, desfibrilador, carrinho de urgência, entre outros equipamentos. De acordo com o secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, o programa faz parte de uma política consistente de urgência e emergência.
 
– Nunca houve uma política específica para as salas de estabilização, e com a introdução das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para cidades com mais de 50 mil habitantes decidimos beneficiar os municípios com até 50 mil pessoas. Criamos estas salas com todos os equipamentos e protocolos necessários para a manutenção da vida – disse.
 
Treinamento de profissionais de saúde
 
Os médicos que atuarão nos espaços de estabilização serão capacitados por profissionais da Secretaria de Saúde, acrescentou Côrtes.
 
– Vamos qualificar médicos e profissionais de saúde para que atuem com os equipamentos, mas principalmente para que saibam quais os protocolos necessários. Antes, as prefeituras precisavam colocar os pacientes rapidamente em uma ambulância e transferi-los, e isto era um risco. O que você precisa, nestes casos, é estabilizar o paciente, mantendo-o vivo, fazer os exames necessários para, em seguida, realizar a transferência – ressaltou.
 
Municípios comemoram a iniciativa
 
O prefeito de Vassouras, o médico Renan Vinicius Santos de Oliveira, representando os mandatários dos demais municípios, recebeu das mãos do governador Sérgio Cabral o modelo da placa que será colocada em todas as 56 salas de estabilização do Estado do Rio. O município de Vassouras ganhou, excepcionalmente, duas salas por ser considerado um polo importante no estado e por contar com dois hospitais que atendem a uma grande demanda da região.
 
– Uma realização como esta chega a quem realmente vive uma angústia muito grande. Sabemos que a falta de infraestrutura adequada, muitas vezes, representa a perda de uma vida, deixando de salvar um companheiro, um pai de família, um avô, uma avó. Vivemos, com certeza, um dia histórico para os municípios fluminenses. Governador, você foi extremamente feliz quando idealizou, junto com sua equipe, um projeto tão importante como este.
 
Para o prefeito de São José do Vale do Rio Preto, Adílson Faraco, a iniciativa do governo estadual é fundamental para dar mais saúde à população da cidade.
 
– A sala de estabilização será instalada na Fundação Hospital Maternidade Santa Teresinha. Quero agradecer ao secretário de Saúde e ao governador – disse.
 
Prefeito de Carmo, o médico cirurgião Carlos Emanuel considerou a ação uma grande conquista para o município, que tem cerca de 20 mil habitantes:
 
– A sala vai permitir que o paciente, em um curto tempo, siga um protocolo de atendimento em que manteremos as condições respiratórias do doente para que ocorra uma investigação diagnóstica para o estabelecimento do tratamento adequado. Vamos poder salvar dezenas de vida.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.