Projeto Rio Carroceiro chegará ao Recreio

Os cavalos recebem vacina contra a raiva e chips de identificação
 
A Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais (SEPDA) já levou o projeto Rio Carroceiro a Jacarepaguá e pretende expandir o serviço para os bairros do Recreio e Vargens. Os cavalos do projeto recebem vacina contra a raiva, fazem exame de anemia e ganham chips (cápsulas eletrônicas) de identificação. Os proprietários são cadastrados e assinam um termo de posse responsável, comprometendo-se com o cuidado e o bem-estar de seus animais, conforme a legislação de proteção animal. De acordo com a associação, estima-se que sejam atendidos e identificados cerca de 40 cavalos.
Colocada sob a pele dos animais, na região do pescoço, a capsula eletrônica não oferece risco a saúde ou ao bem estar do animal, e é lida por meio de um equipamento de leitura óptica, semelhante ao que lê código de barras. Além de informações sobre o proprietário, o cadastro também irá conter informações como idade, raça, nome e se o animal está com a vacina anti-rábica em dia. A identificação ajuda a reduzir a taxa de abandono de cavalos, prática comum entre os carroceiros, e responsabilizar seus tutores em caso de maus-tratos.
O projeto Rio Carroceiro consiste num amplo trabalho de cadastramento, atendimento veterinário e orientação dos carroceiros quanto ao manejo higiênico, sanitário e nutricional de seus animais. Após ações em Paquetá e na Tijuca, a SEPDA pretende estender o projeto para demais bairros onde haja utilização de tração animal.

Fonte: Prefeitura do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.