Projeto Roteiros Geográficos inicia programação

Projeto Roteiros Geográficos inicia programação
 
O passeio Avenida Rio Branco – nos braços e na alma do povo abriu no domingo (5/9), véspera de feriado da Independência, a programação de setembro do projeto Roteiros Geográficos do Rio, organizado pelo Núcleo de Estudos sobre Geografia Humanística, Artes e Cidade do Rio de Janeiro, do Instituto de Geografia da Uerj, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura.
 
Coordenado pelo professor de Geografia, João Baptista Ferreira de Mello, o roteiro realizado a pé é gratuito e passa pelas principais ruas e pontos de interesse turístico-cultural da cidade.
Para o professor, “é uma emoção sempre renovada, descortinar a geografia do Rio de Janeiro, que é tão dadivosa e poder traduzir a alma carioca nos espaços públicos e em ambientes fechados”.
Pela primeira vez participando do passeio, o casal Kátia Viola, publicitária, e Roger Volkema, professor universitário, tomaram conhecimento do projeto através da internet.
 
– Estou adorando, é muito diferente, é um programa cultural. Diferente de ir à praia, o programa do carioca – diz Kátia.
O roteiro Avenida Rio Branco – nos braços e na alma do povo começou às 9h, na portaria na portaria do Edifício Rio Branco 1 (junto à Praça Mauá). O itinerário destaca o “bota-abaixo” do ex-prefeito Pereira Passos, incluindo um passeio carregado de história pelas ruas Rodrigues Alves e Paulo de Frontin e a erradicação e combate a velhos costumes da época promovidos por Oswaldo Cruz, bem como a inauguração da Avenida Rio Branco no momento simbólico de 15 de novembro de 1905.
 
O passeio também destaca a relevância do Clube de Engenharia no século XX e o disciplinamento do uso do solo urbano de então; as marcas do passado Colonial, do Reino e do Império em ruas como Teófilo Otoni; a abertura da Avenida Presidente Vargas e seu histórico de concentrações, manifestações políticas e procissões religiosas na Candelária.
 
Um breve histórico da abertura da Avenida Rio Branco, passando pelo Edifício Central e os suntuosos edifícios junto à Cinelândia e seu precioso conjunto arquitetônico, o simbolismo do Obelisco, a Avenida Beira Mar e sua distância da baía décadas depois.
O projeto segue sua programação no dia 23, quinta-feira, com o roteiro Caminhando entre luzes no Centro do Rio; no dia 25, sábado, é a vez do passeio (Re) conhecendo e descortinando símbolos da Rua do Mercado e arredores, e, no dia 30, quinta-feira, encerrando o mês de setembro, Roteiro noturno no Centro do Rio.
 
O passeio noturno Caminhando entre luzes no Centro do Rio parte da Casa França-Brasil, a partir das 20h, e explora os principais monumentos do Centro e da Zona Portuária, como o Centro Cultural Banco do Brasil, a Igreja da Candelária, o Centro Cultural dos Correios e da Rua Primeiro de Março. O roteiro inclui visitas à Catedral de Benedito e Igreja do Rosário, segue pelo Centro Cultural da Justiça Eleitoral, Rua do Ouvidor e Largo da Carioca.
 
O roteiro (Re)conhecendo e descortinando símbolos da Rua do Mercado e Arredoresparte da Igreja do Carmo (Praça XV com Sete de Setembro) às 16h e inclui, entre outros espaços, o Palácio Tiradentes, o Museu Naval, Estação das Barcas, Chafariz do Mestre Valentim e as ruas do Senado, Ouvidor e Rosário.
 
Já o Roteiro Noturno no Centro do Rio, com saída marcada para as 20 horas na Catedral Presbiteriana (Praça Tiradentes com Rua da Carioca) inclui o Real Gabinete Português de Leitura, a Igreja Nossa Senhora da Lampadosa, Avenida Passos e os teatros seculares da Praça Tiradentes e os antiquários da Lavradio e Gomes Freire, os Arcos da Lapa e escadaria Selaron.
 
Mais informações no site www.roteiros.igeog.uerj.br. As inscrições podem ser feitas pelo celular 8871-7238 ou roteirosgeorio@uol.com.br. Os grupos são limitados e, com tempo chuvoso, a programação é cancelada.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.