Protesto de taxistas contra o Uber provoca engarrafamentos no Rio

Os protestos estão espalhados por vários bairros
 

transito

Taxistas fazem nesta sexta-feira, dia 1º de abril,  manifestações, em vários pontos da cidade do Rio de Janeiro, contra o aplicativo Uber. Os motoristas de táxi estão andando em velocidade reduzida, prejudicando o trânsito nesses locais.  Segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio, o trânsito está engarrafado em pontos como a Avenida Francisco Bicalho, sentido centro, na Linha Amarela, sentido Fundão, na Avenida Atlântica, sentido Leme, e na Avenida General Justo, próximo ao aeroporto Santos Dumont.

 

 

A Ponte Rio-Niterói também está com retenções, devido ao deslocamento de taxistas da Grande Niterói para o Rio de Janeiro. O tempo de travessia, que normalmente leva entre dez e 20 minutos, está demorando quase uma hora. Na Ilha do Governador, também há engarrafamento na Estrada do Galeão.

 

 

“Estamos andando numa velocidade de 5 a 10 quilômetros por hora. O objetivo do nosso protesto é combater a pirataria e o nosso alvo principal é o Uber”, disse o taxista André Luís Silva, que participa do protesto em Copacabana.

 

 

Os taxistas são contrários ao Uber, aplicativo que permite o transporte privado de passageiros. Pelo celular, o passageiro pede um carro e paga a viagem com cartão de crédito, através do aplicativo, por um preço mais baixo do que o cobrado pelos taxistas.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.