Recursos da Alerj promovem melhorias no estado

Recursos são da Alerj
 

Os recursos doados pela Assembleia Legislativa do Rio estão sendo bem aplicados nas cidades de Bom Jesus de Itabapoana e Itaperuna, no Noroeste do estado, que resolveram priorizar a recuperação de estradas, pontes e a contenção de encostas. A avaliação é do presidente da Comissão Especial da Alerj criada para averiguar a aplicação de R$ 20 milhões doados às 20 cidades inundadas pelas chuvas, deputado Luiz Paulo (PSDB), que visitou os municípios, nesta quinta-feira (16/07), em companhia do deputado Nilton Salomão (PMDB).  "Pudemos verificar a preocupação dos gestores com o planejamento das obras e, sobretudo, com a garantia de dar um bom destino aos recursos. Ambos os municípios investiram a verba emergencial da Alerj em função de intervenções semelhantes, como a reconstrução de ruas, estradas e pontes que ligam os centros às comunidades rurais", observou Luiz Paulo.

Dentre as regiões mais afetadas pelas águas que castigaram as cidades entre dezembro de 2008 e fevereiro de 2009, os representantes do Parlamento estadual estiveram em vários locais, dentre os quais a Ponte de Bom Jardim, em Itaperuna, cujo desabamento deixou  cerca de 1.100 pessoas isoladas. "São notórias a emergência e a preocupação dos gestores com uma situação como essa, pois se trata de uma área de escoamento da produção leiteira da região", notou o parlamentar do PSDB. Para Nilton Salomão, o papel da Alerj foi muito significativo porque proporcionou aos  gestores municipais iniciar o socorro imediato à população. "Constatamos a dedicação dos administradores e a fundamental preocupação com o socorro aos habitantes. A grande importância  destes recursos foi proporcionar  que as cidades pudessem  iniciar os trabalhos de reconstrução", ressaltou o peemedebista.
Em Bom Jesus de Itabapoana, a comissão visitou as obras de recuperação da Ponte dos Cebolas, o muro de arrimo ao lado da Escola Otília Vieira Campos, a Estrada da Vala e algumas estradas vicinais. A prefeita Branca Motta lembrou que assumiu o cargo no dia 2 de janeiro com "a cidade embaixo d´água". "Eram 1.200 desabrigados e desalojados. As casas com até  dois metros de água em seu interior. O cidadão de Bom Jesus perdeu o direito de ir e vir. Para a locomoção, usávamos botes. Sem dúvida,  a iniciativa da Alerj é de suma importância porque os deputados reconheceram as nossas dificuldades. Se este dinheiro não tivesse chegado aqui, talvez ainda estivéssemos na mesma situação de emergência", salientou Branca, que estimou um prejuízo de R$ de 6 milhões nos cincos distritos atingidos do município.
Em Itaperuna, a comissão esteve na ponte sobre o rio Muriaé, que passará por um reforço na estrutura e sofrerá alargamento da pista de rolamento. "Graças ao apoio do Legislativo estadual, pudemos investir nas obras de contenção, em calçamento e na reforma de 60 metros de pontes e pontilhões", disse o prefeito Cláudio Cerqueira Bastos, o Claudão. Ele explicou que a prefeitura elaborou um Plano de Investimento que engloba a recuperação de sete pontes, cinco obras de contenção de encostas e a pavimentação de 5 mil metros quadrados de rua. "No distrito do Retiro, vamos gastar R$ 76 mil; na recomposição e reestruturação de pavimentação, R$ 350 mil e, em contenção de encosta e recuperação, R$ 574 mil", relatou Claudão. "A Alerj socorreu-nos e, agora, é mais do que justo prestarmos contas de tudo que estamos fazendo", concluiu o prefeito.
Ainda nesta semana a comissão visitará São José de Ubá e Aperibé (17/07) e Santo Antônio de Pádua (18/07). O cronograma inclui ainda Porciúncula e Natividade (23/07), Cambuci e Itaocara (24/07) e Laje do Muriaé e Paraty (30/07). As idas às demais cidades (Varre-Sai, Miracema e Silva Jardim) ainda não foram marcadas.

 

Fonte: Alerj

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.