Rio de Janeiro tem o temporal mais forte dos últimos 20 anos

A cidade mantém o estágio de atenção e ainda registra pontos de alagamento
 
Agência Brasil
 
 
Portal Terra

Portal Terra

 

Na quarta-feira, dia 21 de junho, a cidade apresenta chuvas moderadas.  O tempo no Rio permanece instável e, por volta das 10h, a chuva se concentrava principalmente na zona oeste da cidade, na altura do Recreio dos Bandeirantes. Também na zona oeste, um bolsão d’água interditou parcialmente a Avenida Engenheiro Sousa Filho, em Rio das Pedras, uma das maiores favelas da cidade. Uma sirene de alerta contra deslizamentos foi acionada na comunidade na manhã de hoje e o mesmo ocorreu na Rocinha.

 

 

Na zona sul, a Avenida Borges de Medeiros também registra bolsão d’água, na altura do Parque dos Patins. Em Copacabana, na Rua Tonelero, e no centro da cidade, nos arredores da Central do Brasil, árvores caídas no chão atrapalham o trânsito de veículos. A Estrada da Pedra Bonita, na Gávea, chegou a ser fechada nos dois sentidos pelo mesmo motivo na manhã de hoje.

 

 

Ontem, a chuva levou ao acionamento de 14 sirenes em áreas de risco de desabamentos, em sete comunidades localizadas em todas as regiões da cidade. Moradores foram orientados a seguir para pontos de apoio e puderam retornar para suas casas às 2h da madrugada de hoje.

 

 

Na zona sul, um desabamento durante a madrugada interditou parcialmente a Rua Cosme Velho, que deve ter o trânsito liberado até o final da manhã. Retroescavadeiras e caminhões trabalham no local.

 

 

O prefeito Marcelo Crivella visitou o local e considerou a chuva “um desafio inesperado” por sua intensidade. “A cidade resistiu. Agora estamos na fase de a cidade se acalmar. A previsão é que de tarde não tenha mais chuva.”

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.