Rio ganha nova linha de metrô da Barra da Tijuca à Ipanema

A nova linha tem capacidade para transportar 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico.
 

Fotos: Ricardo Cassiano

 

 

 

A Linha 4 do Metrô, que liga a Barra da Tijuca à Ipanema, foi entregue à família olímpica e torcedores dos Jogos Rio 2016, sábado (30/07). Composto por cinco estações – Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico -, o novo trecho é um dos principais legados de mobilidade das Olimpíadas para a cidade. 

 

– Esse é o maior legado de mobilidade urbana no mundo por conta de uma Olimpíada. São 16 km de túnel de metrô. Os visitantes e cariocas vão poder sair da Zona Sul embarcando nesse metrô, fazer a conexão com o BRT e chegar até o Parque Olímpico para assistir diversas competições. E com a Linha 4, a população vai economizar 1h no tempo de deslocamento – disse o prefeito Eduardo Paes.

 

A partir de segunda-feira (01/08), somente credenciados e portadores de ingresso e do Cartão RioCard Jogos Rio 2016 poderão utilizar o novo trecho. Após as Paralimpíadas, em setembro, a nova linha será aberta à população, quando cariocas e visitantes terão uma alternativa de transporte rápido, moderno e eficiente. O projeto, do Governo do Estado do Rio, representa a execução, de uma só vez, de toda a malha de metrô subterrâneo construída na cidade nos últimos 30 anos. O investimento foi de R$ 9,7 bilhões, utilizou tecnologia de ponta e as estações foram construídas de forma a garantir a acessibilidade dos passageiros, com escadas rolantes, elevadores e rampas.

 

– A Linha 4 foi a maior obra de infraestrutura urbana realizada nas últimos anos. Buscamos encurtar distâncias e melhorar a vida da população – explicou o governador do Rio licenciado, Luiz Fernando Pezão.

 

A implantação da Linha 4 vai aumentar a produtividade na cidade e gerar uma economia de cerca de R$ 883 milhões por ano, de acordo com estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), com a redução de pelo menos uma hora no tempo de deslocamento, em congestionamentos entre a Barra e a Zona Sul.

 

 

De acordo com o estudo, a migração de passageiros de outros meios de transporte para a Linha 4 permitirá a redução de aproximadamente 40% nas viagens de automóveis nesse trecho. Estes usuários representam cerca de 28% da demanda total da Linha 4. Para os ônibus, a redução prevista é de cerca de 48%, contribuindo com 72% da demanda total. Por isso, espera-se a diminuição no trânsito e no número de acidentes, grande contribuição para o meio ambiente e menos incômodo à saúde da população, com a redução das poluições sonora e do ar. 

 

– O desafio de receber as Olimpíadas trouxe uma grande mudança para o Rio de Janeiro. As obras realizadas aqui foram uma motivação para melhorar e ampliar o conforto da população do Rio. Essa redução no tempo de viagem com a Linha 4 vai permitir que as famílias passem mais tempo juntas – ressaltou o presidente interino Michel Temer.

 


Para os Jogos, o MetrôRio planejou um esquema especial de funcionamento, entre os dias 5 e 21 de agosto. Durante este período, haverá extensão de horários, para atender o público que irá às competições; circulação direta de trens das estações Pavuna a Botafogo, sem a necessidade de transferência nos finais de semana e feriados; e reforços nas equipes de segurança, de bilheteria e de condutores, além de orientadores de públicos, promotores bilíngues e voluntários.

 

A Linha 1 (General Osório – Uruguai) ficará aberta das 5h até 1h30, de segunda a sábado, e das 6h30 até 1h30, aos domingos e feriados. Nos dias 5 (abertura), 6, 12, 13 e 21/08, os trens circularão até 2h, para atender a alguns eventos especiais, como as cerimônias de abertura e encerramento e eventos noturnos no Engenhão.

Na Linha 2 (Botafogo – Pavuna), a operação será das 5h às 0h, de segunda a sábado, e entre 7h e 0h, aos domingos e feriados, fora destes horários não haverá serviço de trens. Nos dias 5 e 21/08, a circulação de trens ocorrerá entre 7h e 2h para atender às cerimônias no Maracanã.

A Linha 4 funcionará entre 6h e 1h, em dias de semana e aos sábados. Aos domingos e feriados, o novo trecho funcionará das 7h até 1h, com exceção dos dias 5, 6, 12, 13 e 21/08, quando os trens circularão até 2h.

No dia 22/08, um dia após o término dos Jogos Olímpicos, a Prefeitura do Rio decretou feriado. O horário de funcionamento do MetrôRio compreenderá o período das 7h às 23h, tanto para a Linha 1 quanto para a Linha 2. A Linha 4 estará fechada.

 

Para a aquisição do Rio Card Jogos Rio 2016, 35 máquinas de autoatendimento serão instaladas entre as estações Cardeal Arcoverde, General Osório, Botafogo, Nossa Senhora da Paz, Antero de Quental, Jardim de Alah, São Conrado, Jardim Oceânico, Carioca, Largo do Machado, Praça Onze e Uruguai. Os preços são R$ 25 (um dia); R$ 70 (três dias); R$ 160 (sete dias). Mais informações sobre esses cartões podem ser obtidas aqui. Nas Linhas 1 e 2, cartões tradicionais serão mantidos. 

 

Confira aqui dicas de como chegar nas Zonas de Competição (Copacabana, Maracanã, Deodoro e Barra da Tijuca) e no Boulevard Olímpico (Centro) utilizando o metrô.

 

 

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.