Rio lançará identificador de mensagens racistas

Projeto Radar do Preconceito atuará nas redes sociais
 

A Secretaria de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos prevê lançar, até março de 2018, um software para identificar mensagens racistas nas redes sociais. O projeto terá o nome de Radar do Preconceito.

– As manifestações preconceituosas postadas nas redes sociais serão detectadas pelo programa, encaminhadas ao setor responsável da secretaria e, posteriormente, para as delegacias – disse o secretário de Direitos Humanos, Átila Alexandre Nunes.

O Estado do Rio registra por mês 97 casos de racismo, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). Nos últimos nove meses, foram registrados 837 casos de injúria por preconceito e 43 vítimas sofreram preconceito de raça ou de cor.

Em geral, o crime de injúria está associado ao uso de palavras depreciativas referentes à raça ou cor com a intenção de ofender a honra da vítima. Já o crime de racismo implica conduta discriminatória dirigida a determinado grupo ou coletividade.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.