Salas de aula recebem palavras cruzadas e sudoku

Desafios para alunos
 

A Ediouro, através das Revistas Coquetel, vem contribuindo com a Educação de crianças e jovens em todo o país. O Programa `Coquetel nas Escolas` promove  a doação de revistas de Palavras Cruzadas, Crosswords (cruzadas em inglês) e Sudoku para serem usadas em sala de aula. Lançado em 2001, com apoio do MEC, o programa já chegou a mais de dezoito mil escolas públicas e particulares. Cerca de quatro milhões de crianças da 1ª à 8ª séries foram beneficiadas até hoje, muitas no interior do país, onde é mais difícil o acesso à Informação.

Muitos educadores já se conscientizaram da necessidade de incluir o lúdico e a criatividade no currículo escolar dos alunos, como forma de estimular o aprendizado e contribuir na melhoria da formação acadêmica. Tornando as aulas leves e descontraídas, os passatempos são uma das maneiras mais fáceis de entreter os alunos, ao mesmo tempo em que educam em diversas áreas, aumentando o vocabulário, através de novas palavras e expressões, melhorando a ortografia, desenvolvendo o raciocínio e a memória, e transmitindo cultura, pela descoberta de fatos e pessoas que entraram para a história do Brasil e do Mundo.

Para receber as revistas COQUETEL gratuitamente, as escolas precisam preencher o cadastro disponível no site www.coquetel.com.br e pagar apenas a postagem. "Foi magnífico o resultado do projeto desenvolvido em parceria com a Coquetel com duas classes de 1ª série, com alunos mais produtivos e interessados pelo hábito de ler e escrever corretamente", conta a professora Rosana Vedor Gonçalves, da EMEF Bernardo José Maria de Lorena, de Cubatão (SP).

Um dos membros da equipe brasileira que participou do Campeonato Mundial de Passatempos em 2007, o paranaense Guilherme Marques dos Santos, leva o Sudoku para os alunos preencherem. Ele acredita que o jogo melhora a capacidade de argumentação."Para colocar um número, o aluno precisa justificar seu palpite. Se chutar, eles logo percebem que mais à frente não vão conseguir achar a solução".

O médico neurocirurgião Joel Augusto Teixeira, que faz parte da MENSA – associação mundial de pessoas com alto QI -, também só vê benefícios nos passatempos.  “As palavras cruzadas proporcionam uma saudável combinação de exercício de lógica, memória e busca pelo conhecimento. Além de treinar o cérebro para a resolução de problemas, a pessoa que se exercita é estimulada a adquirir novas informações para enfrentar desafios maiores. E não há nada que deixe o ser humano mais satisfeito do que vencer desafios”, conclui.

Fonte: stas Coquetel/Ediouro

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.