Segurança Presente ultrapassa a marca de 1,4 mil prisões

A ação conta com a participação de órgãos como a Secretaria de Assistência Social; polícias Militar e Civil
 

2828811

Desde que foi iniciada, há seis meses, a Operação Segurança Presente ultrapassou a marca de 100 capturas de foragidos da Justiça e mais de 1,4 mil prisões realizadas no Aterro do Flamengo, na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Méier. Também foram realizados 375 acolhimentos de moradores de rua.

 

 

No Méier, segundo o coordenador da Operação, capitão Hugo Coque, os índices criminais têm apresentado queda. Foi registrada redução de 30% a 50% nos casos de roubos e furtos, em comparação ao ano passado.

– Nossa ação tem sido realizada com o apoio do 3º Batalhão. Toda a ação conta com o apoio da sociedade. Nosso planejamento leva em conta as demandas da população, que nos procura para fazer denúncias e pedir atenção para locais específicos – disse o capitão.
 

 

 

Queda de roubos 
Já no Aterro do Flamengo, houve uma diminuição de 48% dos casos de roubos a transeuntes na área.

– Com o apoio da Polícia Civil, localizamos, por meio de nossas abordagens, 55 foragidos da Justiça. Com a parceria de outros órgãos e forças, conseguimos atingir resultados de forma integrada – ressaltou o capitão Leonardo Laureano, coordenador do Aterro Presente.

 

 

Segundo o coordenador da Operação Lagoa Presente, capitão Henry Miranda, a ação já atingiu dois objetivos importantes: a redução da criminalidade e a adesão de moradores. Na área, roubos e furtos foram reduzidos em 83%.

– Estamos cada vez mais próximos de quem mora no entorno da Lagoa. Não tivemos nenhum roubo de bicicleta e em estabelecimento comercial desde o início de nossa operação – afirmou Henry Miranda.

 

 

 

Apoio da população
Para a moradora do Méier e primeira-secretária do Conselho Comunitário de Segurança, Janete Allen, a Operação reforçou o patrulhamento no bairro.

 

 

– Foi a melhor coisa que aconteceu no Méier. O grupo de agentes da ação está de parabéns. Há uma atitude de aproximação com os moradores e isso nos conforta bastante – disse Janete.

 

Moradora da Lagoa, Ana Julia Teves Grünewald, de 52 anos, criou junto com colegas uma campanha de apoio à Operação. Em outubro, será realizado um “abraço” em torno do cartão- postal para reforçar o apoio à iniciativa.

– Criamos uma comissão e decidimos realizar a campanha para divulgar este trabalho tão importante. Moradores e comerciantes aderiram e vamos fazer adesivos e até camisas com o nosso slogan, que é Lagoa Presente: Abrace Esta Ideia – ressaltou Ana Julia.

 

Lapa é exemplo

A Segurança Presente foi inspirada na Lapa Presente, que começou a atuar em janeiro de 2014. A ação conta com a participação de órgãos como a Secretaria de Assistência Social; polícias Militar e Civil; Comando Militar do Leste; Secretaria Executiva de Coordenação de Governo da Prefeitura; Guarda Municipal; secretarias municipais de Ordem Pública, de Desenvolvimento Social, de Conservação, de Transportes; e Comlurb.

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.