Semana Santa eleva venda de pescado no Rio de Janeiro

Em 2017, o entreposto vendeu 120 toneladas
 

A Semana Santa alavanca o consumo de pescados no estado. Segundo Attílio Guglielmo, diretor da Associação dos Comerciantes e Amigos do Mercado de Peixe São Pedro, localizado em Niterói, devem ser comercializadas 150 toneladas até o dia 31. 

 

Além de Niterói, Rio de Janeiro, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Macaé e Angra dos Reis também têm mercados importantes. Em Friburgo, a produção de truta alavanca as vendas. Em Cachoeiras de Macacu, o carro-chefe é a tilápia, assim como em Cordeiro. Já Ilha Grande e Arraial do Cabo mantêm a liderança na produção de moluscos bivalves.
 

 

Merenda escolar

Para a Semana Santa, as espécies mais procuradas são anchova, corvina, namorado, dourado, atum, sardinha, lula, além dos filés de pescada e linguado. O peixe mais consumido no estado é a sardinha.

 
– A sardinha, que tem grande produção em Angra dos Reis, é um peixe barato e muito nutritivo – explicou a pesquisadora da Fiperj (Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro), Flávia Calixto.

 
A Fiperj já tem projeto para estimular o consumo de peixe no estado, inclusive na merenda escolar.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.