Subprefeito é apresentado na Acibarra e fala dos preparativos para os Jogos Olímpicos

A 55 dias dos Jogos, a preocupação é preparar os cariocas para as mudanças no trânsito que ocorrerão durante o período em que o Rio estará no centro das atenções e das transmissões mundiais
 

 2016_06_14_Acibarra (14)

Dia 14 de junho, a Associação Comercial e Industrial da Barra – Acibarra, presidida pelo ex-senador Ney Suassuna, recebeu o subprefeito da Barra e Jacarepaguá Marcio Valente, e o diretor da Empresa Olímpica Municipal (EOM), Leonardo Maciel, para uma reunião sobre os Jogos Olímpicos. O encontro aconteceu no Centro de Convenções do Barra Shopping, na Zona Oeste do Rio. 

 

 

 

Marcio falou dos desafios da sua gestão, que é entregar todas as obras e minimizar todos os transtornos para os moradores, bem como a organização e plano de mobilidade para o período dos Jogos Olímpicos. O subprefeito também reafirmou seu compromisso de atender e ouvir todos os presidentes de associações, síndicos e moradores, para aproximar a Prefeitura do carioca.

 

 

Já Maciel fez uma apresentação sobre a importância dos Jogos para a cidade do Rio de Janeiro e do legado que fica para a região e para a cidade. Ele explicou que apesar de todas as transformações que a cidade está passando, da grandiosidade do Parque Olímpico, do Complexo de Deodoro, dos quatro BRTs, do VTL, da reurbanização do Porto Maravilha, do Centro da Cidade, do Parque de Madureira e das obras contra as enchentes, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro são os mais que tiveram o menor valor e o menor custo para os cofres públicos? De cada real investido para os atletas, foram investidos R$ 5, para as obras de legado. Os Jogos do Rio tiveram valor de R$ 38 bilhões, em comparação aos R$ 41 bilhões de Londres e R$ 65 bilhões de Pequim. E mais, desse valor 57% foi bancada com recursos da iniciativa privada.

 

 

Assessoria de Comunicação: Subprefeitura Barra e Jacarepaguá

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.