Presidente sírio cometeu crimes de guerra e contra a humanidade, conclui ONU

Presidente sírio cometeu crimes de guerra e contra a humanidade, conclui ONU

A comissão, que não teve autorização para ir à Síria, fundamenta seu trabalho em mais de 2 mil entrevistas, feitas desde que foi criada, com pessoas que estão na Síria e em países vizinhos