Justiça da Argentina condena três ex-colaboradores da ditadura à prisão perpétua por morte de estudante

Justiça da Argentina condena três ex-colaboradores da ditadura à prisão perpétua por morte de estudante

Na semana passada, o Tribunal Federal da província de Chaco condenou a 24 anos de prisão o militar Norberto Tozzo, que respondeu por ter participado de quatro fuzilamentos clandestinos