Serviço de reprodução humana no Brasil mantém padrões internacionais

Serviço de reprodução humana no Brasil mantém padrões internacionais

Os serviços de reprodução assistida no país continuam alcançando ótimas taxas de fertilização. A média nacional em 2012 foi de 73%, dentro dos padrões sugeridos pela literatura internacional, que variam entre 65% a 75%. Em 2011, essa taxa foi de 74%.