Tênis de Mesa do Brasil leva Ouro

II Jogos da Lusofonia
 

O Ginásio Pavilhão Atlântico, em Lisboa, assistiu a uma final brasileira, no torneio feminino de tênis de mesa dos II Jogos da Lusofonia neste domingo, dia 12. Mais concentrada desde o início da partida, Lígia Silva não deu chances à Mariany Nonaka e superou a companheira de equipe, por 4 a 0 (11/8; 11/6; 11/9; 11/4). A vitória consagrou a amazonense como a primeira medalhista de ouro do Time Brasil nos II Jogos da Lusofonia Lisboa 2009. Em Macau 2006, Lígia havia conquistado duas medalhas de ouro, nas competições em duplas (feminina e mista) e uma de bronze, no torneio individual. Mariany Nonaka, que em Macau conquistou dois ouros, no individual e em dupla (feminino), lutava pelo bicampeonato, mas ficou com a honrosa medalha de prata. Ana Cristina Neves, de Portugal, derrotou a brasileira Livia Mizobuchi por 11/7; 11/7; 11/8; 8/11; 11/06, ficou com a medalha de bronze e evitou um pódio totalmente verde e amarelo.

Feliz com seu desempenho, Lígia disse que o maior mérito para a modalidade foi ter colocado duas brasileiras novamente em uma final. “Somos uma equipe e o mais importante para nós é que fizemos uma final brasileira. Mas, pessoalmente fiquei lisonjeada de ter sido a primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro nos II Jogos da Lusofonia”, comemorou Lígia, que foi a primeira brasileira a disputar o torneio individual em uma edição dos Jogos Olímpicos, em Sydney 2000. A principal meta da mesatenista é disputar a competição novamente em Londres 2012. “Temos que aprender a vencer na hora certa. O importante é começar bem o Ciclo Olímpico e fazer bem os Jogos Sul-americanos Medellín 2010, os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 para chegar da melhor maneira possível a Londres 2012. O trabalho é de longo prazo, mas é o meu principal objetivo”, confirmou a atleta.

Mariany Nonaka, que havia conseguido uma vitória difícil sobre a amiga portuguesa Ana Cristina Neves (10/11; 11/10; 9/11; 11/07; 7/11; 11/10; 11/9), que foi sua colega de clube durante os meses em que treinou em Portugal não ficou decepcionada com o resultado. Sorridente, valorizou a vitória da compatriota e se disse satisfeita com o resultado. “Para mim poder ter disputado uma final aqui em Portugal foi muito legal. Morei em Lisboa e fui muito bem recebida por todos aqui. Me identifico muito com o povo português, e além disso pude fazer uma semifinal com minha amiga portuguesa Ana Cristina Neves, uma ex-colega de clube”, disse Mariana, que reconheceu a superioridade de Lígia durante o confronto decisivo.

“As três atletas que chegaram ao pódio confirmaram as nossas previsões. Todas foram muito bem e só não podíamos prever quem ficaria com qual medalha. Para a nossa felicidade, a final foi brasileira e, apesar da Mariany ter enfrentado jogos mais difíceis, a Lígia esteve muito concentrada na final e venceu com todos os méritos. Nada nos impede de novas conquistas no masculino e no feminino amanhã (domingo)”, concluiu Lincon Yasuda, chefe da equipe de tênis de mesa.

Entre os rapazes, o domingo não foi de vitórias e nenhum deles chegou a disputar medalhas no torneio individual. A competição de tênis de mesa continua nesta segunda-feira, dia 13, com os torneios por equipes, a partir das 6h (horário de Brasília), no Pavilhão Atlântico.

Atletismo – Com sete medalhas de ouro, seis de prata e sete de bronze, os brasileiros se destacaram no primeiro dia de provas do atletismo somando 21 conquistas. Lucimar Moura (100m), Jailma Lima (400m), Fátima Moraes (100m com barreiras), Lucimara Silva (salto em altura), Eduardo Vasconcelos (400m), Lutimar Paes (800m), Anselmo Silva (110m com barreiras) foram os atletas que conseguiram os primeiros lugares em suas provas.

A primeira medalha do Brasil nos II Jogos da Lusofonia foi a de prata, conseguida na pista do Estádio Universitário de Lisboa por Jefferson Sabino foi superado apenas pelo campeão olímpico do salto triplo, o português Nélson Évora (17,15m) e conquistou a prata, com um salto de 16,84m. Jefferson, que conseguiu a marca na sua última tentativa (seis saltos para cada atleta). O terceiro colocado foi o também português Marcos Chuva, com 16,41m.

As provas de atletismo no Estádio Universitário terminam nesta segunda-feira, dia 13, com destaque para as disputas nos revezamentos 4x100m (masculino e feminino) e 4x400m (masculino e feminino) O segundo dia de competição, às 14h15 (horário de Brasília) desta segunda-feira, dia 13.

Basquete – A equipe de Cabo Verde não dificultou a estreia da equipe feminina de basquete. Em partida realizada no Hockey Club, em Sintra, o Brasil venceu as africanas por 53 pontos de diferença, 74 a 21. A Seleção Brasileira Sub-19 mostrou um bom entrosamento e esteve à frente no marcador por toda a partida. O time do técnico Luiz Cláudio Tarallo venceu os quartos da partida pelos seguintes placares: 25 a 2; 12 a 4; 21 a 7; 16 a 8. A cestinha da partida foi Fabiana, com 18 pontos. A próxima partida será contra nesta terça-feira, dia 15, às 7h (horário de Brasília),no mesmo ginásio.

Futsal – O Brasil venceu a equipe de Guiné Bissau, por 15 a 0, em sua estréia no torneio de futsal. O experiente André teve grande atuação. Marcou três gols e foi o artilheiro do confronto. A seleção, comandada por Marcos Soratto valeu-se de sua melhor técnica e ditou o ritmo durante toda a partida. O Primeiro tempo terminou com folgada vantagem brasileira, 8 a 0. Na segunda etapa, os brasileiros continuaram em ritmo de treino, fizeram mais sete gols, e seus três primeiros pontos no torneio dos II Jogos da Lusofonia. Pela segunda rodada, o Brasil enfrentará a equipe de São Tomé e Príncipe , no mesmo ginásio, nesta quarta-feira, dia 15, a partir das 16h (horário de Brasília).

Fonte: COB

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.