Torre panorâmica de Niterói

Torre panorâmica de Niterói
 
Niterói vai ganhar uma grande atração turística em 2012: uma torre panorâmica, sofisticada e moderna, bem ao estilo de seu criador, o arquiteto Oscar Niemeyer. O monumento, que fará parte do Caminho Niemeyer, começará a ser erguido pela Secretaria de Estado de Obras este ano na entrada da cidade, próxima à Estação Araribóia. A obra será licitada na segunda-feira e deverá ficar pronta em meados de 2012. O mirante, por si mesmo um componente de beleza no cenário, permitirá uma das mais belas vistas da Baía de Guanabara, a 80 metros de altura.
 
A torre sairá do papel graças ao enquadramento da obra no Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur ) Rio de Janeiro, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo do Estado. O custo será de quase R$ 20 milhões. A nova atração turística terá no topo um restaurante e um bar com vista panorâmica. Em sua base, ficarão uma praça de alimentação, um centro de informação turística, além de lojas.
 
Segundo o coordenador do Prodetur Rio de Janeiro e subsecretário de Urbanismo, Vicente Loureiro, o governador Sérgio Cabral atendeu pedido do prefeito Jorge Roberto da Silveira e determinou à Secretaria de Obras o enquadramento do projeto no programa. O BID aprovou a proposta, mas fez uma exigência:
 
– Um estudo de viabilidade técnica e econômica do projeto. A pesquisa comprovou o grande potencial de atração turística da torre, diante da sua localização privilegiada em relação à Baía da Guanabara. Ela também está situada num ponto de grande convergência de público: a estação das barcas, o terminal da Linha 3 do metrô e a estação para ônibus municipais e intermunicipais – listou Loureiro.
 
O estudo mostrou que a obra trará grandes benefícios para Niterói. A demanda turística poderá ser elevada em até 30% com o fluxo de turistas que pretendem visitar o Caminho Niemeyer, o que vai fomentar o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva local. Novos hotéis e restaurantes poderão surgir e outras empresas do segmento, como agências e operadoras de viagens, estão previstas.
 
O Caminho Niemeyer vai do centro até a Praia de Boa Viagem. A partir do Museu de Arte Contemporânea (MAC), o arquiteto traçou uma série de projetos para Niterói. As construções começaram a ser erguidas em 2002 e formarão o segundo maior conjunto arquitetônico assinado por Niemeyer, perdendo apenas para Brasília.
 
Integram o grande conjunto, além do MAC, a Praça JK, o Memorial Roberto Silveira, o Terminal de Charitas e o Teatro Popular de Niterói, equipamentos já finalizados. Encontram-se em obra o Museu Petrobrás de Cinema e a sede da Fundação Oscar Niemeyer. Dois projetos ainda não foram iniciados: o Centro de Convenções e a Torre Panorâmica.
 
O secretário de Turismo, Ronald Ázaro, acredita que Niterói só tem a ganhar com a construção da torre panorâmica.
 
– Os equipamentos turísticos do Caminho Niemeyer movimentam não só a ocupação da rede hoteleira, como também os postos de trabalho nas áreas de serviço e comércio. Niterói se iguala com esta construção a várias cidades do mundo que têm entre seus atrativos uma torre panorâmica. Só que a de Niterói tem um atrativo a mais: leva a assinatura do mundialmente conhecido arquiteto Oscar Niemayer – ressaltou Ázaro.
 
A Secretaria de Turismo é o órgão executor do Prodetur no estado. Ela aprova projetos, repassa os recursos e fiscaliza a execução das obras e ações. O programa vai investir US$ 187 milhões (US$ 112 milhões pelo BID e US$ 75 milhões pelo Governo do Estado) em várias ações, como produção turística, infraestrutura, estratégia de comercialização, ambiente, fortalecimento institucional e encargos e gerenciamento, com a finalidade de preparar o Estado do Rio para recepção de turistas nacionais e internacionais, dinamizada com a realização de megaeventos nos próximos anos.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.