Vila Isabel é a campeã do Carnaval 2013

O Samba-enredo foi um dos pontos altos da vitória da escola
 

Por Graça Paes, RJ

 

Na quarta-feira, dia 13 de fevereiro, a Unidos de Vila Isabel conquistou o terceiro título de sua história. O belo enredo que contagiou os julgadores do estandarte de Ouro do Jornal O Globo e as arquibancadas da Sapucaí fez a campeã de 2013 brincar na avenida. E, é claro tudo moldado pelo talento de Rosa Magalhães, que venceu seu oitavo título, mas que não era campeã desde 2001, na Imperatriz Leopoldinense. Assim, a Vila abriu vantagem para as demais agremiações. E, mesmo com um enredo patrocinado, mas sem se referir diretamente a seu “mecenas”, talvez tenha apontado um rumo para um carnaval de enredos e sambas cada vez mais pasteurizados.

Sabrina Sato, Jorge Perlingeiro e mestre Paulinho da Vila

 

Os sabores da Vila já eram desfrutados desde a escolha do samba- enredo “A Vila canta o Brasil celeiro do mundo — água no feijão que chegou mais um”, realizada em outubro de 2012, quando a passou a ser tida como uma das favoritas. E, as expectativas viraram realidade quando a escola apontou na Sapucaí com a bateria e todos na arquibancada gritavam “campeã”. 

 

 

Carlinhos de Jesus deixou sua marca nas coreografias com movimentos marcados. A parceria Rosa Magalhães e Carlinhos de Jesus aliou dança e teatralização e deu leveza e movimento a escola. É, bom lembrar que Rosa Magalhães, nos anos 90 ousou em introduzir a teatralização nos desfiles. Agora, em dobradinha com Carlinhos, aliou mais dança e teatro, indicando uma nova tendência nas coreografias de carros. E não deu outra. A combinação de tantos fatores culminou com o título.

 

O presidente da Vila Isabel, Wilsinho Alves, ao lado da rainha de bateria Sabrina Sato

O jovem presidente da Vila era só alegria.  “Dedico a vitória a todo povo de Vila Isabel e do samba. A todos que gostam de samba-enredo. Um samba dessa categoria tinha que sair consagrado da Sapucaí. Parabéns a minha equipe. Estou muito orgulhoso de todos meus segmentos, num ano em que os processos da Vila Isabel foram corretos, da escolha do samba ao desenvolvimento do enredo pela nossa carnavalesca Rosa Magalhães” falou emocionado o presidente da escola, Wilsinho Alves.

 

 

 

O Samba-enredo deu a vitória a escola

A vila perdeu três décimos — ou 299,7 pontos ganhos —, a Vila Isabel liderou quase toda a apuração. Apesar da sucessão de notas dez, os dirigentes da escola pediam aos componentes que evitassem comemorar. Só no sétimo quesito, bateria, com a perda de dois décimos, a Unidos da Tijuca passou à frente da azul e branco. A virada veio justamente no quesito samba-enredo, a despeito de um 9,8 do jurado Bruno Rodrigues (questionado até na mesa vizinha à da Vila, a da Portela), que acabou sendo descartado. E aí, sim, a tensão deu lugar à plena confiança.

 

Movimentação da imprensa e componentes da escola

 

Confira a classificação geral das escolas

1º – Vila Isabel – 299,7 pontos
2º – Beija-Flor – 299,4 pontos
3º – Unidos da Tijuca – 299,2 pontos
4º – Imperatriz – 298,3 pontos
5º – Salgueiro – 297,9 pontos
6º – Grande Rio – 297,2 pontos
7º – Portela – 296,6 pontos
8º – Mangueira – 296,5 pontos
9º – União da Ilha – 294,9 pontos
10º – São Clemente – 293,5 pontos
11º – Mocidade – 293,5 pontos
12º Inocentes de Belford Roxo – 291,1 pontos

 

GRUPO A

Série A: Império da Tijuca fatura título

 

A escola de samba Império da Tijuca é a grande campeã da Série A. A agremiação foi a sétima a desfilar no sábado de carnaval e reverênciava  a força das mulheres negras. A escola em 2014 integra  o Grupo Especial em 2014, algo que não acontecia desde 1996. Já as escolas Sereno de Campo Grande, Unidos do Jacarezinho e Unidos de Vila Santa Tereza foram rebaixadas para a Série B.

 

Em sua estreia no Carnaval do Rio, o carnavalesco Junior Pernambucano, que é de Três Rios, mostrou personalidade e talento com alegorias e fantasias bem acabadas. Já a bateria de Mestre Capoeira arrepiou as arquibancadas e valorizou ainda mais o excelente samba-enredo.  Na comissão de frente, a Verde e Branco mostrou que estava disposta a lutar pelo título. Bastante organizada, a escola do Morro da Formiga deu um verdadeiro show e mexeu com o público.

 

Confira a classificação geral da Série A

 

1º – Império da Tijuca

2º – Viradouro

3º – Império Serrano

4º – Estácio de Sá

5º – Rocinha

6º – Caprichosos de Pilares

7º – Unidos de Padre Miguel

8º – Renascer

9º – Porto da Pedra

10º – Unidos de Santa Cruz

11º – Cubango

12º – União do Parque Curicica

13º – Paraíso do Tuiuti

14º – Alegria de Zona Sul

15º – União de Jacaperapaguá

16º – Tradição

17º – Sereno de Campo Grande

18º – Unidos do Jacarezinho

19º – Unidos de Vila Santa Tereza

 

Fotos: Graça Paes

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.