Início Plantão Rio Acordo cultural Brasil-Paraguai

Acordo cultural Brasil-Paraguai

O acordo assinado entre o Brasil, o Paraguai e a empresa Itaipu Binacional é a maior ação conjunta na área cultural entre os dois países, avalia o ministro da Cultura, Juca Ferreira.

“Se fecharmos o orçamento que pretendemos, em torno de R$ 44 milhões para serem aplicados em projetos nos próximos três anos, estaremos fortalecendo significativamente nossa parceria e diminuindo as diferenças regionais que existem no âmbito do Mercosul”, disse à Agência Brasil.
O ministro disse que entre as obras prioritárias desse projeto está a restauração do Centro Histórico de Assunção. Segundo ele, o governo brasileiro percebe cada vez mais que não basta estabelecer relações apenas comerciais e geopolíticas para fortalecer o bloco.

Os planos de trabalho serão elaborados em quatro eixos temáticos: cultura e cidadania; cultura e economia; cultura, cidades e território e cultura e diversidade. As regiões beneficiadas serão as de influência do reservatório de Itaipu Binacional, que abrange todo o Paraguai e uma ampla área do território brasileiro, com cerca de 30 municípios.

O ministro ressaltou a atuação de uma empresa pública como a Itaipu, que não se preocupa apenas em gerar energia, mas também com a ecologia e com os serviços culturais da população local. “Em comum, os dois países têm o território guarani, que será muito beneficiado na promoção de sua cidadania.”

Brasil e Paraguai já haviam assinado no ano passado, a “Declaração de Assunção”, quando ficaram definidos eixos estratégicos para uma agenda de cooperação e intercâmbio. O teor do documento complementa o Programa Executivo Cultural do Acordo Básico de Cooperação Educacional, Científica e Cultural, em vigor desde 2007.

Assinaram o documento além de Juca Ferreira, o ministro da Secretaria Nacional de Cultura do Paraguai, Tício Escobar, e os diretores da Itaipu Binacional, o brasileiro Jorge Miguel Samek e o paraguaio Gustavo Codas Friedmann.

 

Fonte: Agência Brasil