Início Plantão Rio Apartamentos de conjuntos habitacionais

Apartamentos de conjuntos habitacionais

Moradores dos bairros de Padre Miguel, Campo Grande e Santa Cruz comemoram a entrega de dois condomínios restaurados, através do Programa de Reformas da Secretaria de Habitação, e das chaves de apartamentos de outros dois conjuntos habitacionais. As melhoras foram inauguradas, nesta sexta-feira (5/3), pelo governador Sérgio Cabral. A meta é diminuir o déficit habitacional do Estado do Rio de Janeiro.
 
Em Padre Miguel, foram recuperados 75 dos 180 blocos do maior condomínio popular da América Latina, que possui sete mil apartamentos. A reforma custou R$ 16,7 milhões e beneficiará, neste primeiro momento, cerca de três mil famílias. A iniciativa marca a conclusão da primeira etapa do Programa de Reformas.
 
– Esta reforma é fruto de muito trabalho e dedicação. Ver a realização dessas obras levanta a autoestima da população. A Zona Oeste sempre foi generosa na minha vida pública e sempre retribuirei todo apoio que me deram. Estamos refazendo o Estado – ressaltou Sérgio Cabral, anunciando para a primeira quinzena de abril a inauguração da primeira escola profissionalizante de Padre Miguel.
 
Além da entrega dos lotes aos moradores, o secretário de Habitação, Leonardo Picciani, ainda concedeu títulos de legalização dos imóveis a 92 famílias. Segundo o secretário, este ato valorizará o patrimônio destes condôminos.
 
Em seguida, o governador Sérgio Cabral inaugurou as obras de reforma de 12 blocos do Conjunto Arthur Rios, em Campo Grande. A reforma do conjunto beneficia 468 famílias. O investimento foi de R$ 1.205.922 e a obra durou seis meses. Moradores do conjunto agradeceram a presença do governador, que elogiou o trabalho do secretário Leonardo Picciani.
 
– Agora é manter. Isto significa cada um tomando o seu cuidado. Cada um cuidando do seu apartamento, mas também do corredor, do andar e dos jardins. Não pode achar que é só cuidar da sua área – afirmou o Sérgio Cabral.
 
Em 18 de maio de 2009, Cabral, o presidente da Alerj, Jorge Picciani, e o secretário Leonardo Picciani visitaram as obras do Arthur Rios. Os prédios não passavam por manutenção há anos. A obra entregue refere-se à pintura e reparos na fachada e feitura de jardim. Os moradores escolheram as novas cores dos prédios: amarelo e laranja.
 
Ainda em Campo Grande, o governador e o secretário entregaram as chaves de 76 casas para cerca de 300 moradores do Conjunto Habitacional Santa Maria. O Governo do Estado investiu cerca de R$ 2 milhões nas unidades habitacionais. Além dos imóveis, o projeto inclui sistema de infraestrutura e urbanização, água e esgoto, drenagem, pavimentação das calçadas, meio-fio, construção de estacionamento para carros, parque infantil e projeto de arborização. Do total de residências, quatro são totalmente adaptadas para portadores de necessidades especiais. Cada casa possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro.
 
– Retomamos essas obras que estavam paradas há seis anos. A prefeitura colocou aqui novas iluminações. Estamos cumprindo a diretriz de juntos somarmos força. Que este local seja repleto de felicidade para que todos vocês possam viver em harmonia – declarou Leonardo Picciani.
 
Em discurso, Sérgio Cabral informou que pedirá à Prefeitura do Rio de Janeiro para urbanizar e pavimentar o conjunto habitacional. De acordo com o governador, o Estado continua avançando em obras habitacionais para que as pessoas não precisem mais pagar aluguel.
 
O governador, o secretário de Habitação e a secretária de Ambiente, Marilene Ramos, encerram a agenda de inaugurações com a entrega dos apartamentos para 200 famílias das comunidades de Vila dos Minérios e Nova Aliança, no bairro de Bangu, na Zona Oeste. As melhorias do Conjunto Vivendas do Paraíso, em Santa Cruz, fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Rios da Baixada.
 
Estas famílias viviam em habitações precárias e de risco, às margens do Rio Viegas, que recebe intervenções das obras do Projeto Iguaçu, por meio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Entre os apartamentos entregues, há dois adaptados para receber deficientes físicos. As famílias também serão tituladas proprietárias dos imóveis, que têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.
 
Alguns Moradores da área compareceram à inauguração solicitando casas para o restante da população. O governador Sérgio Cabral pediu que o secretário de Habitação agilize o cadastramento dessas pessoas. Três mulheres da comunidade serão responsáveis pelo cadastramento dos demais moradores.
 
O secretario de Habitação, Leonardo Picciani, explicou ao governador que, quando houver uma garantia de vaga, o governo estadual pretende implantar o aluguel social para os moradores da região.

Fonte: Governo do Rio