Início Plantão Mundo Arábia Saudita recusa assento no Conselho de Segurança da ONU

Arábia Saudita recusa assento no Conselho de Segurança da ONU

A Arábia Saudita recusou assumir o assento no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) como membro não permanente em protesto à impotência do órgão em acabar com conflitos no Oriente Médio, em particular, a crise Síria.

 

 

“A Arábia Saudita não tem outra opção a não ser recusar se tornar membro do Conselho de Segurança até que haja uma reforma do órgão e que ele seja dotado de meios para cumprir as obrigações e assumir as responsabilidades para preservar a paz e a segurança no mundo”, anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros saudita, em comunicado.

 

 

A Arábia Saudita foi eleita ontem (17), pela primeira vez, membro não permanente do Conselho de Segurança. Chade, Chile, Nigéria e Lituânia foram os outros escolhidos. O mandato de dois anos desses países começa em janeiro de 2014.

 

 

O ministério saudita considerou que o fato de “o Conselho de Segurança permitir que o regime sírio mate o povo e o ataque com armas químicas sem que haja sanções é uma prova clara de impotência em cumprir o seu dever e assumir as suas responsabilidades”.

 

 

No comunicado, a Arábia Saudita criticou ainda “a política de dois pesos e duas medidas” do Conselho de Segurança e sublinhou que a questão palestina está sem solução há 65 anos e que o órgão da ONU falhou em resolver o problema das armas químicas no Oriente Médio.

 

Agência Brasil