Início Plantão Barra Assassina de empresário tem prisão decretada

Assassina de empresário tem prisão decretada

Por Joyce Pimentel*

O Ministério Público ofereceu no início da noite de ontem (18/06) denúncia contra Alessandra Ramalho D`Ávila Nunes, pelo crime de homicídio duplamente qualificado, contra o companheiro Renato Biasotto Mano Júnior. O empresário foi morto a facadas pela mulher, no último domingo, em um condomínio de luxo, na Barra da Tijuca, Zona Oeste.
Segundo o Ministério Público, o crime foi praticado por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Foi pedida também a prisão preventiva da denunciada, que está foragida, para garantia da ordem pública e segurança da aplicação da lei penal.
O resultado do laudo cadavérico piorou ainda mais a situação da viúva. Foram encontradas marcas nos dois braços e cortes no rosto da vítima o que pode representar que a vítima tenha tentado se defender. O laudo também mostra que Renato foi esfaqueado provavelmente na cozinha, onde havia muitas manchas de sangue. Assim como em outros cômodos da casa. A faca usada no crime tinha manchas de sangue e digitais. O laudo de necrópsia revelou que o empresário morreu de lesões pulmonar e em vasos da base do coração. Renato foi golpeado no rosto e no peito, 20 milímetros acima do mamilo esquerdo. Renato também apresentava dois hematomas na parte interna do punho esquerdo. O corpo já pode ser cremado.
Na tarde de ontem, a empregada que trabalhava na casa prestou depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca). O delegado titular, Carlos Augusto Nogueira Pinto pediu apoio a polícias de outros estados. Já o Disque-denúncia (2253-1177) divulgou um cartaz de `procura-se` com a foto da acusada.

* repórter especial AIB – [email protected]

Fonte: AIB