Início Plantão Mundo Autoridades britânicas criticam Cameron por escutas telefônicas de ex-assessor

Autoridades britânicas criticam Cameron por escutas telefônicas de ex-assessor

640pxDavid_Cameron_official

 
O Parlamento e um juiz do Reino Unido criticaram duramente o primeiro-ministro David Cameron na quarta-feira (25/6), depois que um tribunal condenou o seu ex-diretor de comunicação por fazer parte de uma conspiração de escutas telefônicas do extinto tabloide News of the Word.

 
 
 
 
De acordo com a Reuters, parlamentares da oposição solicitaram que Cameron esclareça por que ignorou os alertas ao contratar Andy Coulson. Além disso, o juiz que presidiu o julgamento do escândalo o criticou por comentar publicamente o caso antes de o júri declarar todas as suas sentenças.
 
 
 
 
 
Coulson, que trabalhou para Cameron entre 2007 e 2011, pode ser detido após a condenação do tribunal de Londres. Os trabalhistas argumentam que o premiê queria Coulson para obter favores de Rupert Murdoch e de seus veículos de informação na Grã-Bretanha, como do News of the World.
 
 
 
 
 
“Hoje sabemos que durante quatro anos o conselheiro mais próximo, e escolhido a dedo, do primeiro-ministro era um criminoso e que desgraçou Downing Street [local de trabalho e residência do premiê]. Também sabemos agora que o primeiro-ministro ignorou conscientemente os múltiplos alertas a seu respeito”, ponderou o líder dos trabalhistas, Ed Miliband.
 
 
 
 
PORTAL IMPRENSA