Início Plantão Mundo Avião cai com 153 pessoas a bordo

Avião cai com 153 pessoas a bordo

Um Airbus A310-300 do Iêmen com 153 pessoas a bordo, incluindo 66 franceses, caiu no mar quando se aproximava do arquipélago de Comores, no Oceano Índico, em meio ao mau tempo nas primeiras horas de terça-feira. O governo do Iêmen confirmou hoje (30/06) o resgate de um sobrevivente do avião acidentado.
Em entrevista coletiva, o vice-presidente da aviação civil iemenita, Mohammed Abdel-Rahman Abdel Qadir, confirmou que as equipes de salvamento deslocadas ao local resgataram uma pessoa com vida, mas sua identidade ainda é desconhecida. Qadir disse ainda que alguns corpos já foram recuperados dos destroços do avião.
Dois aviões militares e um navio franceses deixaram as ilhas de Reunião e Mayotte, no oceano Índico, para ajudar nas buscas.
— Os aviões viram destroços no suposto ponto de impacto — disse Ibrahim Kassim, uma autoridade do organismo regional de segurança aérea ASECNA.
A autoridade aeroportuária de Paris disse que 66 franceses estavam a bordo do avião, que percorria o trecho final de um voo que levava passageiros de Paris e Marseille para Comores, via Iêmen. Um grande número de iemenitas também estava a bordo.
O trecho Paris-Marseille-Iêmen do voo da Yemenia foi percorrido em um Airbus A330. Em Sana, os passageiros que se destinavam a Comores trocaram de aeronave, embarcando no A310 que acabou caindo.
Problemas de manutenção
O ministro dos Transportes da França, Dominique Bossereau, disse que falhas haviam sido detectadas durante inspeções na França no A310 da Yemenia e que a aeronave não havia retornado ao país europeu desde então.
— O A310 em questão foi inspecionado em 2007 pela DGAC (autoridade de transporte francesa) e eles notaram um certo número de falhas. A companhia não estava na lista negra, mas estava sujeita a checagens mais rigorosas de nossa parte, e estava prestes a ser entrevistada brevemente pelo comitê de segurança da União Européia — disse.
O ministro dos Transportes do Iêmen disse que o avião passou por uma inspeção em maio sob supervisão da Airbus.
— Foi uma ampla inspeção realizada no Iêmen com especialistas da Airbus. A inspeção estava de acordo com os padrões internacionais — revelou.
Ainda não se sabe as causas que provocaram a queda do avião, um Airbus A310-300, que partiu de Sana às 18h45 (12h45 de Brasília), mas se sabe que uma tempestade se intensificava no momento do acidente e que o vento soprava a 61 km/h.
O aparelho caiu no Oceano Índico, a cerca de 30 quilômetros de seu destino, o aeroporto de Moroni. Vários helicópteros e duas embarcações de guerra franceses trabalham na zona em busca de sobreviventes ou destroços do acidente.
Este é o segundo Airbus a cair no mar no último mês, após o acidente com o Airbus A330-200 que voava do Rio de Janeiro a Paris quando se acidentou no oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo em 31 de maio. Um relatório preliminar sobre esse acidente deve ser divulgado na quinta-feira.
Fonte: Da redação