Início Plantão Rio Ban ki-moon elogia luta do Brasil contra fome

Ban ki-moon elogia luta do Brasil contra fome

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, concedeu entrevista coletiva à imprensa na manhã desta quinta-feira, 27/5, pouco depois de chegar ao Rio de Janeiro. Ele está no Brasil para discursar ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de outros chefes de Estado, na abertura do 3º Fórum da Aliança de Civilizações.

Ban Ki-moon destacou o papel do Brasil como importante líder regional e citou os programas Fome Zero e Bolsa-Família, muito importantes, segundo ele, para o “significativo progresso” do Brasil no caminho para a erradicação da pobreza e para atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Sobre a questão nuclear no Irã, o secretário-geral afirmou que são “bem-vindos” os esforços diplomáticos para ajudar a resolver as tensões internacionais em relação ao assunto, mas acrescentou que as autoridades iranianas precisam deixar claro que seu programa nuclear tem fins unicamente pacíficos. “O Irã afirma que continuará enriquecendo urânio e isso causa preocupação na comunidade internacional”, declarou. “É preciso encontrar o equilíbrio necessário para resolver a questão de forma pacífica”.

Em relação ao possível ingresso do Brasil como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, Ban Ki-moon afirmou que a necessidade de uma reforma é consenso na comunidade internacional e que o assunto já vem sendo discutido informalmente há algum tempo. “Sei que o Brasil é um dos países aspirantes a uma cadeira permanente no Conselho e espero que os Estados-Membros discutam seriamente essa questão”.

Questionado sobre a tensão entre as duas Coreias, devido a recentes desentendimentos, o secretário-geral reafirmou que o intenso trabalho de diálogo realizado pela ONU visa eliminar a possibilidade de um conflito armado. “Como secretário-geral das Nações Unidas, vou continuar a exercer meu papel sempre que for necessário garantir que todas as questões sejam resolvidas pacificamente”.

Na agenda do secretário-geral para esta quinta-feira ainda constam uma visita à comunidade da Babilônia e uma cerimônia no Forte do Leme, zona Sul do Rio, em homenagem aos brasileiros mortos em decorrência do terremoto no Haiti, no início deste ano.

 

Fonte: UNIC Rio