Início Plantão Rio Bombeiros presos por causa de movimento grevista no Rio voltam ao trabalho

Bombeiros presos por causa de movimento grevista no Rio voltam ao trabalho

Os nove bombeiros soltos domingo (19) depois de serem acusados de incitar o movimento grevista da categoria apresentaram-se segunda-feira (20) nas unidades onde prestam serviço. Esses foram os últimos dos 27 líderes detidos há duas semanas. A informação é da assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros.

 

Alguns militares já voltaram a trabalhar hoje mesmo. Outros retomam as atividades depois do período de carnaval. O cabo Benevenuto Daciolo, considerado o líder do movimento dos bombeiros, continua preso. Ele foi o primeiro militar a ser detido e encaminhado para o Presídio de Segurança Máxima Bangu 1, há cerca de duas semanas, quando voltava de Salvador. Daciolo foi acusado de orquestrar a greve no Rio, por meio de conversas telefônicas gravadas pelo governo da Bahia.

 

Daciolo foi um dos líderes do movimento grevista dos bombeiros fluminenses no ano passado e chegou a ser detido junto com 400 militares por motim. Segundo assessoria da corporação, o processo de prisão do cabo apresentava um erro de digitação. Com a correção do documento, o militar pode ser solto a qualquer momento.

 

Fonte: Agência Brasil