Início Plantão Brasil Brasil sediará 3º Encontro Mundial de Reitores

Brasil sediará 3º Encontro Mundial de Reitores

O Brasil será o país sede do 3º Encontro Mundial de Reitores Universia que acontecerá em 2015. O anúncio foi feito ontem durante o encerramento da 2ª edição do evento que reuniu 958 reitores de 1.053 universidades, dos cinco continentes, em Guadalajara, no México. A cidade brasileira que receberá os acadêmicos ainda não foi definida pelos organizadores.  

O Brasil teve a maior delegação estrangeira do encontro no México, com 123 reitores e dirigentes universitários, representando 156 instituições de ensino (públicas e privadas), só perdendo para o país anfitrião, que confirmou a presença de 509 universidades. Este foi o segundo evento organizado pelo Universia. O primeiro foi em 2005, em Sevilha (Espanha). Na ocasião, reuniram-se 352 reitores de 21 países. 

Entre as diversas conclusões do encontro estão a valorização e o reconhecimento do papel estratégico das universidades na sociedade, em que a educação e o conhecimento representam os instrumentos mais poderosos de transformação, progresso, desenvolvimento, igualdade de oportunidades, coesão e de mobilidade social. 

Os participantes do encontro produziram um documento final, batizado de "Agenda de Guadalajara", que vai nortear o rumo das universidades ibéricas e latino-americanas na próxima década. São signatários da Agenda de Guadalajara 1.009 universidades ibero-americanas e 44 reitores de outros países. Os cinco principais eixos-macro descritos no documento são os seguintes: 

1º – A universidade comprometida: a dimensão social da universidade

2º – A universidade sem fronteiras: a mobilidade e a internacionalização universitária

3º – A universidade formadora: a qualidade docente e a renovação dos métodos de ensino

4º – A universidade criativa e inovadora: pesquisa e transferência de conhecimento

5º – A universidade eficiente: os recursos, a organização e o funcionamento das universidades

 

Para acompanhar o desenvolvimento dessas diretrizes e sua aplicação prática às mais diferentes culturas e realidades foi criado uma espécie de “Observatório” de acompanhamento das metas que será ancorado pelo Universia, a maior rede universitária do mundo composta por 1.169 instituições.  Além disso, os reitores e dirigentes se comprometeram a estimular e divulgar os princípios, objetivos e ações colocadas da Agenda do encontro em suas comunidades universitárias, instituições, cúpulas ibero-americanas, governo e sociedade. 

Compromisso com as universidades

No discurso de encerramento do encontro, Emilio Botín, presidente do Banco Santander e do Universia, reafirmou o compromisso do banco com as Universidades. “A dimensão universitária é um de nossos traços de identidade e temos a convicção de que o futuro da sociedade está ligado ao da universidade”, afirmou Botín. “Diminuir a brecha social deve ser o melhor dividendo do capital social de nossa universidade, concluiu o executivo. 

Ainda durante o encontro, o banco espanhol anunciou investimentos da ordem de 600 milhoes de euros em projetos educacionais e lançou um novo programa de bolsas destinado a promover a mobilidade de 15 mil estudantes e 3 mil pesquisadores das comunidades ibero-americanas, que será desenvolvido até 2015.

 

Fonte: Universia