Início Plantão Brasil Brasileiros terão mais garantia de consumir pescado sem contaminantes

Brasileiros terão mais garantia de consumir pescado sem contaminantes

Consumidores de pescado terão mais garantia da qualidade dos produtos e processos relacionados a peixes, crustáceos e moluscos por meio de medidas de controle sanitário. Dois novos instrumentos de aferição e monitoramento foram lançados : o Programa Nacional de Controle Higiênico-Sanitário de Moluscos Bivalves (PNCMB) e a Rede Nacional de Laboratórios do Ministério da Pesca e Aquicultura (Renaqua).

Uma série de laboratórios de instituições públicas de ensino e extensão, de órgãos executores de defesa sanitária animal estaduais, laboratórios públicos e privados credenciados constituem a Renaqua, coordenada pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA).
A rede vai atender a todas as necessidades do mercado, sem que seja necessário recorrer a análises laboratoriais feitas no exterior, e a cadeia produtiva será beneficiada pela certificação oficial. As novas condições permitirão a abertura de mercados, pois o risco de problemas sanitários na atividade produtiva também será minimizado.

A Renaqua foi formalizada em 18 de abril, com a publicação no Diário Oficial da União da Instrução Normativa nº 3, do MPA.
Programa – A produção destinada ao consumo humano, como ostras, lagostas e mexilhões, será monitorada pelo PNCMB, que está em processo de implementação conjunta pelo MPA e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A estruturação do programa contou com a contribuição de pesquisadores, especialistas e produtores, por meio de consulta pública.

 

Fonte: Secom