Início Cultura Camila Leite e Leandro Horta lançam o livro “Texto de Cria”, dia (3/7),...

Camila Leite e Leandro Horta lançam o livro “Texto de Cria”, dia (3/7), na Blooks Livraria, em Botafogo, RJ 

Os professores de português Camila Leite e Leandro Horta estão prestes a lançar seu novo livro, “Texto de Cria”, na quarta-feira, dia 3 de julho, na Blooks Livraria, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. A obra é voltada, especialmente, para estudantes negros e periféricos, oferecendo técnicas inovadoras para a escrita de textos dissertativos e contribuindo para a construção de um pensamento crítico e uma linguagem adequada para o vestibular.

“Nosso objetivo com o livro é alcançar estudantes de modo geral, mas com um foco especial em estudantes negros e periféricos que enfrentam dificuldades de acesso às universidades”, explica Leandro. “Queremos fornecer as ferramentas necessárias para que eles possam superar esses desafios.”

Camila acrescenta que o livro é um recurso valioso para a preparação para o Enem. “Incluímos todos os tópicos essenciais para a produção de uma dissertação argumentativa, com um capítulo dedicado ao Enem que detalha o processo de correção e fornece informações baseadas no último edital.”

Ambos os autores, vindos da periferia do Rio de Janeiro, utilizaram suas próprias experiências na criação do livro. “Enfrentamos muitos desafios ao longo de nossa caminhada, como a falta de professores e a defasagem no ensino-aprendizagem. Nossa trajetória de resiliência e determinação é a base do livro”, destaca Leandro. “Queremos que os jovens acreditem em seus sonhos e vejam que é possível ocupar espaços inimagináveis.”

A representatividade e o uso da realidade como recurso pedagógico são pontos fundamentais do “Texto de Cria”. Camila enfatiza: “Optamos por um livro que reflete nossa vivência periférica e nossa contribuição sociocultural, adequando tudo isso à objetividade e à imparcialidade textuais. Esperamos que os jovens se identifiquem e sejam inspirados a descobrir seu potencial criativo.”

Com um enfoque em transformar a produção textual de jovens negros e moradores de comunidades, “Texto de Cria” começa com uma citação marcante de Djamila Ribeiro: “Como negra não quero mais ser objeto de estudo, e sim o sujeito da pesquisa.” Leandro conclui: “Acreditamos que este livro é o primeiro passo para esses sonhadores que desejam descobrir seu potencial criativo como redatores. Convidamos a todos a nos ler para entender mais de perto o que queremos dizer.”